Fagiu fjawdj

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5674 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
NEURIVAN COSTA LIMA- (RA)353503
ASHILLEY OLIVEIRA ROSAL BARJUD-(RA)378244
ANTONIO CARLOS SALES LOPES – (RA) 353498
WANDERSON DOS SANTOS AGUIAR – (RA) 378527
EDMAYRO PEREIRA DE SOUSA MIRANDA – (RA) 353501
DANIELA BRAUNA DOS SANTOS – (RA)353500

ECÔNOMIA

BOM JESUS-PI
17 de setembro de 2012

ATPS DE ECÔNOMIA
Trabalho de conclusão de curso apresentado à banca examinadora da Faculdadede Ensino Superior da Anhanguera Educacional, como requisito parcial à obtenção do grau de Bacharel em Ciências Contábeis sob a orientação da Prof.° Reginaldo Costa Barros

BOM JESUS-PI
17 de setembro de 2012

ATPS DE ECÔNOMIA
Trabalho de conclusão de curso apresentado à banca examinadora da Faculdade de Ensino Superior da Anhanguera Educacional, como requisito parcial à obtenção do grau deBacharel em Ciências Contábeis sob a orientação da Prof° Reginaldo Costa Barros
Aprovada em___de ________ de 2012

BANCA EXAMINADORA
_______________________________________________
Prof.Dr________________________
Anhanguera Educacional Ltda

______________________________________________
Prof ª. Ms _____________________
Universidade Federal de São Carlos_______________________________________________
Prof ª Esp._____________________
Universidade de São Paulo

Dedicamos este Trabalho aos nossos Pais, Aos colegas de curso, professores que sempre apoiaram e tiveram compreensão de todos os dias.SUMÁRIO

INTRODUÇÃO_______________________________________________________6
DESENVOLVIMENTO_________________________________________________7
CONCLUSÃO_________________________________________________________18
BIBLIOGRAFIA_______________________________________________________20





Introdução.
Costuma-se definir a Economia, emprincípio, como a ciência que estuda a alocação de recursos escassos. Ou seja, que estuda como as sociedades dispõem dos recursos existentes, que são, evidentemente, limitados, para tornar disponíveis os bens e serviços necessários à satisfação das necessidades e desejos das pessoas. Se há escassez, se os recursos são finitos — enquanto as necessidades e desejos são ilimitados —, então é precisoescolher. Isso fica claro no nível individual: se você tem um salário e vai ao supermercado para gastá-lo, você tem que decidir o que comprar, pois não pode levar tudo o que gostaria; terá que escolher quais as necessidades ou desejos irá satisfazer com suas compras. Da mesma forma, se você é um empresário, terá que escolher a melhor maneira de aplicar seus recursos escassos: o que produzir, comoproduzir, etc. Também as coletividades fazem escolhas, a todo momento, explícita ou implicitamente. Uma escolha básica é a que se faz entre presente e futuro. Por exemplo: deve-se investir mais em aumento de capacidade produtiva (o que possibilitará crescimento do consumo mais tarde, beneficiando gerações futuras), ou favorecer o consumo atual, da geração presente? O governo deve construir maisestradas, ou conceder aumentos ao funcionalismo? O objeto da Economia é, em grande parte, o estudo de processos de escolha como os referidos acima.
Economia positiva e economia normativa. A tomada efetiva de decisões de escolha nem sempre é fácil, como sabemos, especialmente quando envolve coletividades. Diferentes pessoas têm opiniões e interesses distintos; a escolha nesse caso envolve umacompatibilização de diferentes objetivos, ou distintos juízos de valor (ou juízos morais, como na citação que vai na epígrafe deste texto). Isso pertence ao campo da chamada Economia “normativa”. Por outro lado, enquanto fazem teorias para explicar a realidade, analisar e explicar os fenômenos econômicos tais como são, os economistas estão no campo da chamada Economia “positiva”.
Vamos dar um exemplo....
tracking img