Fado letra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1567 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MISIA 1993 “Fado”
01. Liberdades poéticas
Sérgio Godinho

Perdoai-me se este fado é feito com Liberdades poéticas Não é tanto pela rima ou pelo som nem pelas frases assimétricas É apenas que o ciúme violento Que tanta vez o fado canta Neste fado é só um lume Bem mais lento, bem mais brando Aveludando a garganta Eu não quis pôr neste fado um novo som Nem liberdades poéticas Dá-me a entrada,guitarrista, dá-me o tom Teu estilo é minha estética Não porei na minha voz nem um lamento Se soubessem do meu fado Meu amor deixou-me um dia Pus a mão na lage fria Dei-o assim por enterrado Mas não há fado que não seja feito com Liberdades poéticas Sem buscar na diferença o mesmo som E o sentir numa outra métrica E por isso ainda que triste esta alegria

Acompanha o meu trinado Bate as horas aomeio dia fazme boa companhia Pr'á noite cantar o fado Perdoai-me se este fado é feito com liberdades poéticas Não é tanto pela rima ou pelo som Nem pelas frases assimétricas Meu ouvido corre aberto pelas ruas Que será do meu amado Não me deixa esta amargura É mais leve que a loucura E só por isso canto o fado.

02. Nascí para morrer contigo
A. Lobo Antunes - Vitorino

Nasci para morrercontigo a cama que tenho dou-te meu amante, meu amigo não te vas, fica comigo nasci para morrer contigo esta noite, toda a noite Quero que a pele seja trigo a ondular ao açoite dos gemidos que te digo meu amante, meu amigo nasci para morrer contigo esta noite, toda a noite A gaivota dos meus braços foi feita para o teu rio tuas pernas são meus laços a tua boca dois traços na boca que o espelho viu. 03. La Gavina
F. Sires – Marina Rosell

Oh! Gavina voladora que volteges sobre el mar i al pas del vent mar enfora, vas volant fins arribar a la platja assolellada, platja de dolços records on dia i nit hi fa estada, la nina dels meus amors... digues-li que sento dolça melangia i que en ella penso en tot moment. Oh! si igual que tu gavina el mar poguês travessar fins aribar a la platja on tandolçês recordar i veure la imatge bruna en un suau despertar de la nina que entre sonnis és tan grat d'acariciar... Quan la vegis...

04. Fado adivinha
José Saramago – A. Vitorino d’Almeida

Quem se día, quem se recusa quem procura, quem alcança quem defende, quem acusa quem se gasta, quem descansa quem faz nós, quem os desata Quem morre, quem ressusita quem dá a vida, quem mata quem duvida eacredita quem afirma, quem desdiz quem se arrepende, quem não

Quem é feliz, infeliz quem é, quem é coração.

05. Noite
V. de Lima do Couto – Max

Sou, da noite, um filho noite; trago ruas nos meus dedos de contarem os segredos aos altos campos do amor. E canto, porque é preciso raiar a dor que me impele e gravar na minha pele as fontes da minha dor. Noite, companheira dos meus gritos riode sonhos aflitos das aves que abandonei Noite, céu dos meus casos perdidos, vêm de longe os sentidos das cações que eu entreguei Ò minha mãe de arvoredo que penteias a saudade em que eu via a humanidade na minha voz soluçar dei-te um corpo de segredo onde arrisquei minha mágoa e onde bebi essa água que se prendia no ar.

06. Tragédia da rua das Gáveas
Vitorino

De rosa ao peito sobe a ruaairoso co'a cruz ao pescoço que a Rosinha ile ofereceu contra o enguiço de voltas mal dadas vermelhinha ás tantas vai parar ao invejoso bate um fadinho na rua dos mouros mas silêncio é oiro quando a autoridade aperta Rua das gáveas vai passo apressado bom dia alegre dá pr'a todo o lado Rosinha amante ai se eu não te encontro desta vez não busco os beijos de outra mulher sinto os teus passos afurgir ao canto teu coração travo a tiro de revolver.

07. Os velhos amantes
Jacques Brel – Rosa Lobato Faria

Amor que grita, amor que cala amor que ri, amor que chora mil vezes eu peguei na mala mil vezes tu te foste

embora E tanto barco a ir ao fundo tornava o mar da nossa casa em oceano de loucura quando oscilava o nosso mundo eu perdia o golpe de asa e tu o gosto da aventura Ai meu amor...
tracking img