Facides

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2040 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho da pós-graduação em

medicina estética

da

Universidade Tuiuti do Paraná

ESTUDO

RETROSPECTIVO

DA

EFICÁCIA

E

SEGURANÇA

RADIOFREQUÊNCIA PARA FLACIDEZ E RUGAS FACIAIS

Orientadores= Dr. Sandro Germano
Dr. Romualdo Gama

Alunas=

Elen Carolina David João De Masi
Cintia Coimbra Luehring

Curitiba 2010

DA

INTRODUÇÃO

O uso terapêutico daradiofreqüência iniciou em 1920, quando Bovie e Jushing
introduziram

o

eletrocautério.

Em

1950

a

radiofreqüência

foi

usada

por

neurocirurgiões, intraoperatório, por produzir lesões confiáveis no sistema nervoso
central. Nos anos 60, tornou-se tratamento seguro e efetivo na área cardíaca. A
tecnologia da radiofreqüência é usada em numerosos campos da medicina com o
propósitode cauterização e ablação. Recentemente tem sido introduzido um novo
tratamento não ablativo e não invasivo com a radiofreqüência, para flacidez facial e
periorbital um dois três e quatro. O efeito de firmeza é o resultado do calor gerado pela
radiofreqüência nos tecidos, induzindo a contração do colágeno. A energia gerada
pela RF produz aquecimento controlado na derme profunda.
A flacidezda face tem sido tratada há anos com lasers ablativos e estes são
efetivos, mas requerem um longo período de recuperação. No entanto, ambos os laser
e cirurgia plástica carregam riscos de discromia, infecção, sangramento e cicatriz. Hoje
temos como tratamento de flacidez, além do laser e cirurgia, a radiofreqüência e a luz
intensa pulsada, mas estes dois exigem múltiplos tratamentos e osresultados são
suaves a moderados.
As pacientes ideais para tratamento com radiofreqüência são aqueles com
idade entre 35 a 45 anos, sem muito tecido redundante.
Os locais que foram avaliados nesta revisão foram à região periorbital,
pescoço, face média e inferior.
A radiofreqüência também pode ser usada em membros superiores e
inferiores, abdome, nádegas, quadril, cicatriz de acne e acne. MATERIAL E MÉTODOS

Avaliamos 40 artigos nos quais foram estudados o uso da radiofreqüência para
flacidez facial, região periorbital e perioral, face média e inferior, região de mandíbula,
pescoço, membros superiores e membros inferiores, nádegas, abdome, acne e rugas.
O aparelho de radiofreqüência apresenta potência 60-110 joules e produz
aquecimento nos tecidos de 65 a 750. Foram utilizadasvárias potências de acordo
com a região a ser tratada sendo que a menor energia foi utilizada para a região
periorbital e perioral.
Foram avaliadas a radiofreqüência monopolar e bipolar. A monopolar utiliza
uma ponteira que atinge uma profundidade de + ou – 4 mm e é melhor utilizada para
tratamento da face e pescoço. A radiofreqüência bipolar atinge uma profundidade de
até 2,9mm e é maisutilizada para abdome, membros superiores e inferiores.
Os pacientes foram avaliados antes e depois do procedimento com fotos.
Além da avaliação clínica e fotos, foram realizados também biópsias para análise
histopatológica, com avaliação de colágeno I e III (estudo HE e Sirius).
Para realização do procedimento de radiofreqüência os pacientes foram
submetidos à anestesia tópica com creme na áreaa ser tratada 40 a 60 min. antes e
foram realizadas duas passadas por região (frontal, periorbital, face e pescoço). Na
região frontal, face e pescoço foram utilizados potência 75 a 107 joules-cm2 e na
região periorbital, próximo ao nervo, 60 a 67joules-cm2.
Os intervalos dos procedimentos foram de 2 a 3 semanas em um total de 4
tratamentos.
Foram realizadas fotos de até 30 dias após oúltimo tratamento.

RESULTADO

No término do procedimento, em torno de 80 a 90% dos pacientes
apresentaram eritema que desapareceu em 5 a 20 min., porém 5% relataram eritema
de 24-72hs. Outros efeitos colaterais foram edema, que em média durou dois dias,
mas sumiu rápidamente. A hipersensibilidade durou 48hs ou menos. O pior efeito
colateral foram as crostas que resolveram em sete dias....
tracking img