Expressionismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Expressionismo na Alemanha 1890-1900
Teoria da Relatividade – Albert Einsten Criação da Psicanálise – Sigmund Freud Descobrimento do raio X – Röntgen

O expressionismo, nascido na Alemanha no final do século XIX, é maior que a idéia
de um movimento de arte, e antes de tudo, uma negação ao mundo burguês.

Seu surgimento contribuiu para refletir posições contrárias ao racionalismo moderno eao trabalho mecânico, através de obras que combatiam a razão com a fantasia.

Influenciados pela filosofia de Nietzsche* e pela teoria do inconsciente de Freud,
os artistas alemães do início do século fizeram a arte ultrapassar os limites da
realidade, tornando-se expressão pura da subjetividade psicológica e emocional.

A filosofia somente passou a interessá-lo a partir da leitura de OMundo como Vontade e Representação, de Schopenhauer
(1788-1860). Nietzsche foi atraído pelo ateísmo de Schopenhauer, assim como pela posição essencial que a experiência estética
ocupa em sua filosofia, sobretudo pelo significado metafísico que atribui à música.

Ateísmo é a posição filosófica de que não existem deuses, ou que rejeita o conceito do teísmo. Em lato sensu, é a ausência de
crençana existência de divindades.

Criação: Ana Cláudia B.Sanches
Elaboração: Arq.Ms.Ana Cláudia Brandão Sanches

Expressionismo na Alemanha 1890-1900
Teoria da Relatividade – Albert Einsten Criação da Psicanálise – Sigmund Freud Descobrimento do raio X – Röntgen

A busca da realidade




O nome do grupo, A Ponte, escolhido por Rottluff com base numa passagem de Also
sprach Zarathustra(Assim Falou Zaratustra), de Nietzsche, é representativo dos seus
objetivos artísticos no campo da pintura.
POR QUE?



A intenção prática é estabelecer uma passagem (ponte) entre a arte

contemporânea

e a arte do futuro, renegando os cânones (regras) existentes na arte alemã neoromântica e estabelecendo, para isso, um contacto íntimo com a natureza e a realidade.


Os conflitosque resultam deste contacto com a realidade vão ser assimilados e
transpostos expressivamente para a tela negando a preocupação pela representação exata
e fiel do objeto observado. Buscam o inalterado, o não-falsificado, a alma das coisas, o

que não se vê, mas sente-se.


Assim, o que é representado na tela é o resultado da emoção do observador/pintor, o
objeto observado altera-seconsoante os seus sentimentos. Em primeiro plano passa a
estar o como e não a coisa representada.

Criação: Ana Cláudia B.Sanches
Elaboração: Arq.Ms.Ana Cláudia Brandão Sanches

Expressionismo na Alemanha 1890-1900
CARACTERÍSTICAS


“Feia” em relação ao clássico



Deformação / exagero nas formas



Arte emotiva e subjetiva.



A realidade ia mais além do que era diretamentevisto.



A capacidade perceptiva do olhar era duvidosa.

OLHAR POR DETRÁS DA APARÊNCIA DAS COISAS


As invenções do carro, avião, tornavam as coisas mais dinâmicas



Surgem novas dimensões – velocidade e tempo – formas de percepção mais acelerada.



Com a fé no desenvolvimento, numa nova geração de criadores e de consumidores,

fazemos um apelo a toda juventude, e comojuventude portadora de futuro, queremos
reivindicar a liberdade, viver e lutar contra as forças conservadoras e o poder
estabelecido. Todo aquele que representar diretamente e sem falsificações aquilo que o
impele a criar, é um de nós.

Criação: Ana Cláudia B.Sanches
Elaboração: Arq.Ms.Ana Cláudia Brandão Sanches

Expressionismo na Alemanha 1890-1900
Surgimento dos movimentos (grupo oucomunidade) artísticos:

Die Brücke: A Ponte


Uma ligação entre o que
VEJO e o que SINTO



Idéia: romper com a
concepção tradicional
burguesa e individualista do
artista como gênio.



Buscando causar um efeito
intenso empregavam o
contraste complementar



Utilizar a cor como traços
de composição.



Cores e formas puras.



Rejeitaram a estilização e
símbolos...
tracking img