Explosão de fábrica clandestina de fogos de artifício em santo antônio de jesus - ba

Páginas: 15 (3551 palavras) Publicado: 21 de junho de 2011
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA CURSO: MESTRADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL URBANA DOCENTE: ROBERTO BASTOS GUIMARÃES DISCIPLINA: RISCOS AMBIEMTAIS EM ÁREAS URBANAS (ENG-758)

Explosão de Fábrica Clandestina de Fogos de Artifício em Santo Antônio de Jesus - BA

Equipe: Nelson Virgilio de Carvalho Filho

1

PALAVRA CHAVE: Explosão, fogos de artifício, desastre, risco ambientale urbano.

RESUMO O objetivo deste trabalho é de analisar e diagnosticar as causas e conseqüências do trágico acidente, ocorrido no município de Santo Antônio de Jesus – Bahia, em 11 de dezembro de 1998; tendo como base os estudos sobre “riscos ambientais em áreas urbanas causados pela ação da atividade humana”, bem como servir como um documento crítico para análise sobre o tema. Este artigoteve como referências relatos jornalísticos, material de divulgação na internet, produções de reportagens em vídeo e entrevistas com alguns personagens que estiveram presentes no dia e local da explosão no papel de peritos criminalísticos para realização dos exames e materialização da prova criminal.

INTRODUÇÃO Fenômenos ou eventos adversos que produzem mudanças desfavoráveis aos seres humanos,aos sistemas sociais e/ou ao meio ambiente; podendo causar situações de emergência ou um desastre, podem ser derivados da natureza, da atividade humana ou de uma combinação de ambos e podem se manifestar num momento e lugar específicos, com uma determinada magnitude. Do ponto de vista do estudo científico dos riscos envolvendo estes fenômenos, a diferença entre uma emergência e um desastre e que noprimeiro caso as ações-resposta podem ser gerenciadas com os recursos locais disponíveis; no segundo as ações-resposta superam a capacidade de resposta da comunidade afetada. Para que um dano de qualquer magnitude se apresente, é preciso que haja interação entre a ameaça e a vulnerabilidade num contexto específico, o qual configura o risco de se produzir efetivamente o dano num determinado nívelafetado. A ameaça é definida como o fator externo de risco, representado pela possibilidade de que ocorra um fenômeno ou um evento adverso que poderia gerar dano nas pessoas ou em seu entorno. A vulnerabilidade é definida como a suscetibilidade ou a predisposição intrínseca de um elemento ou de um sistema de ser afetado gravemente. É o fator interno do risco, dado que esta situação depende daatividade humana. A interação da ameaça e da vulnerabilidade em determinado momento e circunstância gera um risco, isto é, a probabilidade da ocorrência de danos pela
2

apresentação do fenômeno esperado, num lugar específico e com uma determinada magnitude O risco é uma probabilidade calculada de ocorrência de danos, cujos fatores intervêm em diferentes graus e que pode ser estimado se foremconhecidas as características da ameaça (a magnitude da apresentação) e as características da vulnerabilidade (de infra-estrutura, social, econômica, de liderança etc.), o que se poderia controlar de acordo com os interesses da comunidade. Baseado nesse princípio, a explosão de uma fábrica clandestina de fogos de artifício ocorrido no dia 11 de dezembro de 1998, no município de Santo Antônio de Jesus,no Recôncavo Baiano, que resultou na morte de 64 pessoas entre mulheres e crianças, se tornou um exemplo típico de um desastre de graves conseqüências marcado pela falta de gerenciamento em todos os níveis sociais e governamental da comunidade em questão e caracterizado pela alta taxa de vulnerabilidade da comunidade local. Quase 9 anos depois, poucas são as conquistas, apesar dos esforços do“Movimento 11 de Dezembro”, que reúne vítimas e familiares de vítimas da explosão, apoiados por entidades parceiras e organizações não-governamentais de direitos humanos. Até hoje, o proprietário da fábrica não foi julgado, as famílias não receberam qualquer tipo de indenização e a produção ilegal de fogos, sem qualquer condição de segurança, continua sendo uma das únicas possibilidades de renda...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Fogos de artificio
  • Fogos de artificio
  • Fogos de artifício
  • fogos de artificio
  • Fogos de artifício
  • Fogos de artificio
  • fogos de artifício
  • Fogos de artifício

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!