Exploradores de caverna (resenha)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3974 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

FACULDADE NACIONAL DE DIREITO













O caso dos exploradores de cavernas

de Lon L. Fuller


































Rio de Janeiro

2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

FACULDADE NACIONAL DE DIREITOTrabalho referente à disciplina de Introdução ao Estudo do Direito II direcionada ao 2º período (noite) do curso de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro com orientação do professor José Ricardo Cunha.
















Rio de Janeiro

2011


Sumário




1. O caso dos exploradores de cavernas.......................................................................... 01

2. Aspectos morais e jurídicos ......................................................................................... 03

3. Aspectos da Hermenêutica Jurídica ............................................................................ 05

4. Sobre o júri realizado em aula..................................................................................... 07

5. Conclusão .................................................................................................................... 09

6. Referências Bibliográficas .......................................................................................... 10






1. O caso dos exploradores de cavernas

O caso dosexploradores de caverna conta a história de cinco espeleólogos que acabam em uma de suas expedições sofrendo um grave acidente, no qual ocorre um deslizamento e a única saída existente da caverna onde se encontravam ficara obstruída, mantendo-os, assim, impedidos de sair do local.[1]
Diante do desaparecimento desses exploradores, seus familiares notificaram o secretário da SociedadeEspeleológica, o qual tinha informações sobre o local da expedição e da caverna a ser explorada. As notificações dos familiares permitiriam que um grupo de resgate fosse até aquela região remota e isolada do acidente.
Chegando ao local, o grupo de resgate encontrou inúmeras dificuldades para retirar aquelas pessoas da caverna, devido aos constantes deslizamentos de terra que aconteciam durante os dias deárduo trabalho para o grupo de resgate.
Esses inúmeros empecilhos tornaram necessário o uso de máquinas e de mais trabalhadores para a operação, fazendo com que o resgate se tornasse assim muito mais custoso. Apesar disso, um enorme acampamento provisório de engenheiros, geólogos, técnicos e operários foi rapidamente instalado próximo à caverna.
Era tão difícil e perigoso conseguirdesobstruir a caverna, que dez trabalhadores contratados acabaram morrendo, tentando resgatar com vida aqueles que estavam presos no interior dela.
No vigésimo dia, contado a partir do dia em que os exploradores começaram a expedição, foi descoberto que os homens que lá estavam presos possuíam um aparelho de rádio transistorizado, meio de comunicação capaz de enviar e receber mensagens queviria a ser utilizado para manter o contato com aqueles que estavam no exterior da caverna.
Preocupados com a situação em que se encontravam, os espeleólogos indagaram aos engenheiros quanto tempo seria necessário para que o processo de resgate se concluísse. Os engenheiros informaram aos cinco exploradores que devido a toda a problemática decorrente dos fatores ambientais, seriam precisos,no mínimo, dez dias caso não ocorressem novos desmoronamentos.
A preocupação daqueles que se encontravam no interior da caverna permanecia, o que gerou outra dúvida por parte deles. Eles queriam saber se dentro das condições em que se encontravam, havia a possibilidade de sobreviverem. A partir das previsões dos engenheiros e da disponibilidade de alimento informada a partir dos...
tracking img