Experimento 5 fisica força elastica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1188 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário Anhanguera de Santo André





Experimento 5

Força Elástica





Nome: Rodolfo Luiz Cavalcante Vieira RA:1107291264

Engenharia Mecânica 3°B







Professor: Eder terceiro















Santo André

2012



Índice



1. RESUMO - 2

2. OBJETIVO - 2

3. INTRODUÇÃO TEÓRICA - 3

4. PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS-4

5. RESULTADOS - 4

6. CONCLUSÃO - 6

7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS - 6



Resumo

Começamos o experimento com uma explicação do objetivo esperado pelo professor, onde separamos duas molas com as mesmas características e comprimentos iguais.

Já na parte experimental, pesamos os materiais utilizados para verificar a deformação da mola e utilizando um suporte fornecidopelo professor, onde fixamos primeiro uma mola e com auxilio de uma régua inserimos gradativamente os pesos e medimos a deformação da mola e anotamos os valores para achar a tangente do ângulo.

Depois repetimos o experimento colocando as molas em serie e observamos a sua deformação mais desta vez usamos os pesos menores pois a altura do dispositivo não permitia utilizar os mesmos pesos doexperimento anterior.

Após concluir os testes da mola em serie verificamos a deformação da mola em paralelo utilizando os mesmos pesos do primeiro teste e após concluir o experimentos conseguimos encontrar o ângulo para os três casos.



Objetivo

• Conhecer a força elástica.

• Determinar a constante elástica de uma mola.

• Traçar o gráfico da força elástica em função da elongação.• Interpretar o significado da área hachurada do gráfico da força em função da elongação.

• Verificar a associação de molas em serie.

• Verificar a associação de molas em paralelo.







Introdução Teórica


Força Elástica

Chamaremos de força elástica, toda força que tem propriedades semelhantes a força da figura abaixo. O cientista inglês Robert Hooke ( 1635-1703 )estudou as deformações elásticas e chegou à seguinte conclusão:
"Em regime de deformação elástica, a intensidade da força é proporcional à deformação."
F = k . X


Considere uma mola vertical presa em sua extremidade superior. Aplicando-se uma força F na extremidade inferior da mola ela sofre deformação ( x ). Essa deformação é chamada de ELÁSTICA quando, retirada a força F, a mola retorna paraa mesma posição.

[pic]

Deformação da mola. Fig.1

Ao estudar as deformações de molas e as forças aplicadas, Robert Hooke verificou que a deformação da mola aumenta proporcionalmente à força. Daí estabeleceu-se a seguinte lei, chamada Lei de Hooke:




Onde:

F: intensidade da força aplicada (N);

k: constante elástica da mola (N/m);

x: deformação da mola (m). 

A constanteelástica da mola depende principalmente da natureza do material de fabricação da mola e de suas dimensões. Sua unidade mais usual é o N/m (newton por metro) mas também encontramos N/cm; kgf/m, etc.



Exemplo:

Um corpo de 10kg, em equilíbrio, está preso à extremidade de uma mola, cuja constante elástica é 150N/m. Considerando g=10m/s², qual será a deformação da mola?

Se o corpo está emequilíbrio, a soma das forças aplicadas a ela será nula, ou seja:

[pic], pois as forças têm sentidos opostos.

[pic]

Procedimentos Experimentais.



Material utilizado.

• Dinamômetro

• Duas molas

• Uma régua

• Um suporte

• Diversos pesos




Através do dinamômetro identificamos todos os pesos que iríamos utilizar para realizar os procedimentos ecom auxilio da régua identificamos a deformação da mola ao inserirmos os pesos.

Posicionamos inicialmente uma mola e ao inserir peso em sua extremidade, verificamos com auxilio de uma régua o valor da deformação da mola e com estes valores encontramos uma constante em função do peso.

Repetimos esta operação para as molas em serie e depois em paralelo.



Resultados



Relação de...
tracking img