Exercicios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 45 (11029 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


A seguir faremos uma breve apresentação sobre a indústria Santista Têxtil; política da qualidade, ambiental, missão e visão da empresa, e também falaremos sobre uma máquina têxtil chamada Linha Integrada.
Essa máquina é responsável pelo acabamento do tecido, porem é uma máquina de alta tecnologia, sendo possível obter um amplo conhecimento na parte de instrumentação eeletro-eletrônica. Dizendo à respeito sobre a mesma, podemos citar; motores cc, ca, placas eletrônicas de regulagem, e instrumentos no qual fazem parte do sistema de qualidade, tendo assim, que calibra-los, e reparos em geral.





















1. RETRATO DA ORGANIZAÇÃO
Empresa: Santista Têxtil S.A.
Endereço: Av. Nicolau João Abdalla, 4125 – B. Salto GrandeAmericana - SP - CEP 13.465-000
Fax: (019) 3471-7007
Telefone: (019) 3471-7000
CNPJ: 15.082.688/0008-40
Inscrição Estadual: 165.033.289.115

1.1 Histórico da Empresa
A SANTISTA TÊXTIL S/A iniciou seus trabalhos em 1902, quando levava o nome de S.A. Moinho Santista e atuava no comércio de grãos de algodão. Em 1907 despontava a idéia dos gerentesJoão Ugliengo e Oscar Lins Ribeiro, de montar maquinários para produzir seus próprios panos para sacaria.
A S.A. Moinho Santista iniciou, em 1924, suas atividades na indústria têxtil, com fiação e tecelagem.
Devido a grande produção e comercialização, em 1929 participou da organização da Fábrica de Tecidos Tatuapé S.A. à qual transferiu toda a maquinaria, prédios e demais pertencespara a confecção de sacos para armazenamento desses grãos.
Em princípios de 1932, adquiriu-se a Fábrica de Tecidos Cambuci, constante de um conjunto de fiação e tecelagem e outro de lã. No entanto, esta unidade era problemática, devido à idade avançada do maquinário, sendo logo desativada.
Já nos primórdios de 1934, iniciava-se a construção de uma ampla fiação, a Fábrica de TecidosTatuapé - Unidade Belenzinho. Esta fábrica foi programada para trabalhar principalmente com lã brasileira, já naquela época produzida em quantidades apreciáveis na faixa fronteiriça do Rio Grande do Sul.
Em 1948, iniciou-se um plano visando reestruturar o parque têxtil. Fecharam-se unidades obsoletas e concentrou-se recurso para construção de moderna fábrica localizada em Osasco (SP). Aunidade de Osasco foi planejada para largos vôos. No início, ela fabricava apenas tecido para sacaria, e assim ficou até 1952, quando a Santista decidiu entrar na fabricação de lençóis.
A experiência dos lençóis deu às equipes da Santista competência para lançar em 1956, a segunda grande virada têxtil: a fabricação e comercialização dos tecidos para confecção de roupas profissionais (uniformes).Foi uma revolução técnica, econômica e mercadológica, cuja repercussão, em poucos anos, abriria fronteiras novas, não só à Santista, mas também à indústria têxtil nacional.
Paralelamente com a fundação da unidade de Osasco, modernizou-se por completo a fábrica localizada na Avenida Celso Garcia (unidade Tatuapé).
A Santista Indústria Têxtil do Nordeste S.A. foi a primeira empresatêxtil do grupo Santista a instalar-se no Nordeste. Fundada em 1967 no Distrito Industrial de Paulista, Pernambuco, sendo considerada uma das mais modernas fábricas têxteis no Brasil. Contou com o apoio financeiro do Banco do Nordeste do Brasil - BNB e com incentivos da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste - SUDENE - na implantação do projeto.
Acrescentou-se ainda às atividadesprodutivas da Fábrica de Tecidos Tatuapé S.A. a nova unidade fabril de Americana (SP) para a fabricação de brins e índigo, em 1975.
A Santista Indústria Têxtil de Sergipe - SANSER iniciou suas atividades em 1989. Ela foi destinada ao acabamento de tecidos de algodão e mistos, para esse trabalho contava com 300 funcionários e um terreno de 312.000 metros quadrados. Em 1990 a fábrica começa a...
tracking img