Exercicios portugol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1160 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Criar um algoritmo que calcule o volume de uma esfera em função do raio.

algoritmo Ex1;
inicio
real v, r;
imprima ("Digite o raio da esfera:");
leia (r);
v <- 4/3*3,14*r*r*r
imprima ("O volume da esfera é:" ,v);
fim

2. Criar algoritmos para fazer as seguintes conversões:

a) Ler uma temperatura dada na escala Celsius e imprimir a equivalente em Fahrenheit (F = 9/5* C + 32)

algoritmo Ex2a;
inicio
real c, f;
imprima ("Digite a temperatura em Celsius que gostaria que fosse convertida em Fahrenheit:");
leia (c);
f <- (9/5*c) + 32
imprima ("A temperatura é" ,f);
fim

b) Ler uma quantidade de chuva em polegadas e imprimir a equivalente em milímetros (25,4 mm = 1 polegada)

algoritmo Ex2b;
inicio
real m, p;
imprima (“Quantidade de chuvaem polegadas:”);
leia (p);
m <- p*25.4
imprima (“Quantidade de chuva em mm:”, m);
fim

c) Ler um valor referente ao resultado de salto em altura, relatado em metros, e converter para pés e polegadas (1 pé = 12 polegadas e 1 metro = 39,37 polegadas)

algoritmo ex2c;
inicio
real m, pe, pol;
imprima (“Digite em metros o salto em altura:”);
leia (m);
pol <- m*39,37
pe<- pol/12
imprima (“O salto em polegadas foi de: ” ,pol);
imprima (“E o mesmo salto em pés foi de: ” ,pés);
fim

3. Criar um algoritmo que leia os valores referentes aos 2 catetos de um triângulo retângulo e calcular o valor de sua hipotenusa.

algoritmo ex3;
inicio
real c1, c2, hip;
imprima (“Digite o valor do cateto de um triângulo:”);
leia (c1);
imprima (“Digite o valor dooutro cateto:”);
leia (c2);
hip <- c1² + c2²;
hip <- hip*hip;
imprima (“A hipotenusa deste triângulo é de:” ,hip);
fim

4. Criar um algoritmo que, dado um número inteiro de 3 algarismos, inverta a ordem de seus algarismos. Os três algarismos do número dado são diferentes de zero.

algoritmo ex4;
inicio
string num;
imprima (“Digite um número de 3 algarismos, diferentes dezero”);
leia (num);
se (char[0] != 0 e char[1] != 0 e char[2] != 0)
imprima(“char[2]”+”char[1]”+”char[0]”);
fimse
fim

5. Leia um número inteiro e exiba o seu sucessor.

algoritmo ex5;
inicio
int x, y;
imprima(“Digite um número inteiro qualquer:”);
y <- x + 1;
imprima(“O sucessor deste número é:” ,y);
fim

6. Ler dois números inteiros, X e Y, e imprimir o quociente e o restoda divisão inteira entre eles.

algoritmo ex6;
inicio
real x, y, q, r;
imprima (“Digite um número para X:”);
leia (x);
imprima (“Digite um número para Y:”);
leia (y);
q <- x/y;
r <- x%y;
imprima (“O quociente da divisão de X por Y é:” ,q);
imprima (“O resto da divisão é de X por Y é:” ,r);
fim

7. Ler dois números inteiros, X e Y, e apresentar mensagem informando se oX é múltiplo de Y.

algoritmo ex7;
inicio
int x, y;
imprima (“Digite um número para X:”);
leia (x);
imprima (“Digite um número para Y:”);
leia (y);
se (x%y = 0)
imprima (“X é múltiplo de Y!”);
senão
imprima (“X não é múltiplo de Y!”);
fimse
fim

8. Fazer um algoritmo para ler dois valores reais do teclado, calcular e imprimir na tela:
a) A soma destes valoresalgoritmo ex8a;
inicio
real x, y, s;
imprima (“Digite um número para X:”);
leia (x);
imprima (“Digite um número para Y:”);
leia (y);
s <- x+y;
imprima (“A soma de X e Y é: ” ,s);
fim

b) O produto deles

algoritmo ex8b;
inicio
real x, y, p;
imprima (“Digite um número para X:”);
leia (x);
imprima (“Digite um número para Y:”);
leia (y);
p <- x*y;
imprima (“O produto deX e Y é: ” ,p);
fim

c) O quociente entre eles.

algoritmo ex8c;
inicio
real x, y, q;
imprima (“Digite um número para X:”);
leia (x);
imprima (“Digite um número para Y:”);
leia (y);
q <- x/y
imprima (“O quociente de X e Y é: ” ,q);
fim

9. Ler um nome do teclado e verificar se é igual ao seu nome. Imprimir conforme o caso: " NOME CORRETO " ou " NOME INCORRETO "....
tracking img