Exemplos de fatos sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 9 (2237 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 16 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FATOR SOCIAL NA CRIMINALIDADE
 
A criminalidade está presente desde as primeiras civilizações, ao passo que o homem tornou-se um ser social, devendo respeitar as regras de conduta para um convívio pacífico e harmônico, houve sempre quem desrespeitasse normas estabelecidas, sendo estes vistos como criminosos e sujeitos a penalidades. Analisaremos brevemente, as mais notáveis teorias daSociologia Criminal que surgiu em meados dos séculos XIX, em relação à contribuição da sociedade com os fatores que levam a criminalidade, logo após uma importante diferenciação entre microcriminalidade e macrocriminalidade, respectivamente, crimes comuns inerente a toda sociedade com problemas de cunho social, por outro lado, crimes realizados de forma organizada, sob uma perspectiva empresarial. 
É degrande importância sobre o tema, um breve estudo sobre a Criminologia, sendo esta uma ciência multidisciplinar voltada ao estudo do delito e perfil do criminoso, objetivando avaliar os conflitos macrossociais existentes na sociedade, definida por Senderey apud Mirabete (2006, p. 31): “a Criminologia é um conjunto de conhecimentos que estudam os fenômenos e as causas da criminalidade, apersonalidade do delinquente e sua conduta delituosa e a maneira de ressocializá-lo.” Desta feita, a grande contribuição dessa ciência reside na análise das medidas indicadas para evitar as causas do crime, ou mesmo soluções para recuperar o criminoso. 
Salientamos a existência de uma ligação da Criminologia com o Direito Penal, nessa perspectiva Álvaro Mayrink da Costa (2005, p. 295):
 
Nos dias atuais, aCriminologia e o Direito Penal podem e devem contribuir para o desenvolvimento social, sem olvidar nem exagerar o respeito ao desenvolvimento individual. O Direito Penal, para contribuir para o desenvolvimento social, deve reconstruir democrática e cientificamente seus mecanismos sobre a delinqüência, a realidade social normal, o delinqüente (sujeito de direito e não de objeto ao serviço de umaclasse dominante) e os controles sociais. Para que o Direito Penal possa obter a reconstrução radical de suas estruturas, deve intensificar seus relacionamentos científicos com a Criminologia contemporânea (crítica) e a Teologia. A relação interdisciplinar com a teologia deve evitar toda a “moralização” do Direito Penal, respeitando a unidade de cada ciência.
 
No tocante a interdisciplinaridade,apesar de suas diferenças, unindo a dogmática no estudo das normas penais do Direito Penal e o estudo mais profundo em um liame entre o delito e quem o cometeu e todos os fatores que o influenciaram, seu objetivo é o alcance de um resultado satisfatório que contribua efetivamente em uma solução para o controle da criminalidade.
 
Sociologia Criminal
É inegável a influência do fator social naorigem da criminalidade, trazendo a Sociologia Criminal de Enrico Ferri como outra ciência importante na compreensão do fato criminoso, preocupando-se com os fatores externos no cometimento dos crimes e as consequências para a coletividade.
Enrico Ferri era adepto a Escola Antropológica ou “Nuova Scuola”, variante da Escola Positiva – Determinista, era mais voltado ao estudo sociológico, teve suateoria na influencia do criminoso por fatores antropológicos, físicos e sociais, aquele é determinado por motivos alheios a sua vontade, a finalidade da pena é a retirada do individuo delinquente do meio social.
Defendia a existência de um código de defesa social substituindo o Código Penal, e ainda a classificação dos criminosos em: nato, aquele que já nasce predisposto ao crime, não tem nenhumanoção dos preceitos morais; o louco, indivíduos que cometem crimes tendo como causa um desequilíbrio mental; ocasional, alguém que possivelmente cometerá um crime em situações onde o delito se apresentará diante dele e não resistirá; habitual, aqueles que fazem do crime sua profissão, o chamado reincidente; e por fim o passional, pessoas vulneráveis, que vão a extremos, e em um descontrole...
tracking img