Exames laboratorias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6346 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Ciclo de Krebs Como Fator Limitante na Utilização de Ácidos Graxos Durante o Exercício Aeróbico
RESUMO
Os ácidos graxos (AG) representam uma fonte importante de energia durante exercícios de intensidade leve ou moderada, e principalmente naqueles de duração prolongada. A utilização dos AG pelos músculos esqueléticos depende de passos importantes como a mobilização, transporte via correntesangüínea, passagem pelas membranas plasmática e mitocôndrial, β-oxidação e, finalmente, a oxidação no ciclo de Krebs e atividade da cadeia respiratória. O exercício agudo e o treinamento induzem adaptações que possibilitam maior aproveitamento dos AG como fonte de energia, ao mesmo tempo em que o glicogênio muscular é preservado. Contudo, as tentativas de manipulação da dieta e suplementação com agentesativos para aumentar a mobilização e utilização dos AG durante o exercício não apresentam resultados conclusivos. Nesse trabalho, a hipótese de que o ciclo de Krebs é o fator limitante da utilização de ácidos graxos pelo tecido muscular no exercício prolongado é apresentada. (Arq Bras Endocrinol Metab 2003;47/2:135-143) Descritores: Exercício; Oxidação de ácidos graxos; Agentes lipolíticos; Ciclode Krebs; Glicogênio

revisão
Rui Curi Cláudia J. Lagranha Jair Rodrigues G. Jr Tania Cristina Pithon-Curi Antonio Herbert Lancha Jr Ídico L. Pellegrinotti Joaquim Procopio

ABSTRACT
The Krebs Cycle as Limiting Factor for Fatty Acids Utilization During Aerobic Exercise. Fatty acids are important fuels for muscle during moderate and prolonged exercise. The utilization of fatty acids byskeletal muscle depends on important key steps such as lipolysis in the adipose tissue, plasma fatty acids transport, and passage through plasma and mitochondrial membranes, β-oxidation, and finally oxidation through the Krebs cycle and respiratory chain activity. Acute exercise and exercise training induce adaptations that lead to an increase in fatty acid oxidation. As a result muscle glycogen ispreserved. Nevertheless, diet manipulation and supplementation with lipolytic agents that raise fatty acids mobilization and oxidation during exercise failed to show beneficial results on exercise performance. The hypothesis that Krebs cycle is a limiting factor for fatty acid oxidation by the skeletal muscle during prolonged exercise is presented herein. (Arq Bras Endocrinol Metab 2003;47/2:135-143)Keywords: Exercise; Fatty acid oxidation; Lipolytic agents; Krebs cycle; Glycogen

Laboratório de Fisiologia Celular (RC, CJL, JP), Departamento de Fisiologia e Biofísica, Instituto de Ciências Biomédicas, Universidade de São Paulo; Departamento de Educação Física (JRGJ), Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Bauru; Universidade Metodista de Piracicaba (TCPC, ILP), FACEF,Piracicaba; Unicastelo (TCPC), São Paulo e; Escola de Educação Física (AHLJr.), Departamento de Biodinâmica do Movimento do Corpo Humano, Universidade de São Paulo, SP.

Recebido em 17/07/02 Revisado em 18/12/02 Aceito em 21/02/03
Arq Bras Endocrinol Metab vol 47 nº 2 Abril 2003 135

Ciclo de Krebs e Limitação do Exercício
Curi et al.

O

EXERCÍCIO FÍSICO DEMANDA intenso consumo detrifosfato de adenosina (ATP), que pode aumentar em até dezenas de vezes dependendo da intensidade e duração do esforço. Nos músculos esqueléticos, há sistemas muito eficientes que possibilitam a ressíntese constante do ATP que está sendo utilizado para a contração muscular. Estes sistemas são o da fosfocreatina, glicólise e a fosforilação oxidativa. Este último é o mais complexo dos três e depende dautilização do oxigênio. Tem como característica baixa produção, porém capacidade praticamente ilimitada, sendo apto a fornecer energia para a ressíntese de ATP, principalmente em esforços de longa duração com intensidades leve ou moderada. Nesta condição, o glicogênio é preservado havendo maior utilização dos ácidos graxos (AG) como substrato energéticos (1). Essa preferência dos músculos...
tracking img