Evolução do pensamento economico

Páginas: 5 (1163 palavras) Publicado: 8 de abril de 2011
COLEGIO ESTADUAL BENTO MUNHOZ DA ROCHA NETO

Evolução do pensamento econômico

CURITIBA
2011

Nome: ---------------------N°---

Evolução do pensamento econômico

Trabalho entregue para obtenção
De nota do 1° bimestre na disciplinaDe Economia, no curso Técnico em
Administração turma --------Colégio
Estadual Bento Munhoz da Rocha Neto
Professora:CURITIBA
2011
Sumário

1. Introdução 4
2 Conteúdo 5
3 – Conclusão 6
4 – Referencia Bibliográfica 7
1. INTRODUÇÃO
O pensamento econômico passou por diversas fases, que se diferenciam
amplamente, com muitas discrepâncias e contradições. No entanto a evolução deste pensamento pode ser dividida em dois grandes períodos, a fase Pré-Científica e a
fase Científica Econômica.
A fasePré-Científica é composta por três períodos, a Antiguidade Grega, que se
caracteriza por um forte desenvolvimento nos estudos político-filosóficos, a Idade
Média, repleta de doutrinas teológico-filosóficas e tentativas de moralização das
atividades econômicas e o Mercantilismo, onde houve uma expansão dos mercados
consumidores e conseguentemente, do comércio. Como iremos tratar do pensamentoeconômico que nos influência atualmente, só abordaremos a fase científica.
A fase científica pode ser dividida em Fisiocracia, Escola Clássica e Pensamento
Marxista. A primeira relatava a existência de uma “ordem natural”, onde o estado
não deveria intervir nas relações econômicas. Os pensadores clássicos acreditavam
que o estado deveria intervir para equilibrar o mercado (oferta e procura)através do
ajuste de preços. Já o marxismo criticava a “ordem natural” e a “harmonia de
interesses”, defendida pelos clássicos, afirmando que, tanto um como outro,
resultava na concentração de lucros e na exploração dos operários.
Apesar de fazer parte da fase científica, convém realçar que a Escola Neoclássica
e o Keynesianismo diferenciavam-se dos outros períodos, por elaborarprincípios
teóricos fundamentais e revolucionar o pensamento econômico, merecendo portanto,
destaque. É na Escola Neoclássica, que o pensamento liberal se consolida, surgindo
depois a teoria de valor. Na Teoria Keynesiana procura-se explicar as flutuações de
mercado e o desemprego.

2- conteúdo
O pensamento econômico, no seu período clássico, previu uma economia liberal, como modelo desatisfação universal, descorando por completo qualquer tipo de intervenção soberana de regulação, que visasse garantir um funcionamento igualitário, não só do ponto de vista econômico como político e social. Contudo, e já depois de numa evolução do pensamento econômico, Marx, no século XIX, se ter apercebido das desigualdades que o sistema atrás mencionado e que se assumia como capitalista provocava,surgiu, no final dos anos 20 do século homônimo, depois de se ter gerado um “caos” na economia mundial, a necessidade de atribuir competências a uma entidade que zelasse pela estabilidade e pelo ordenamento sócio econômico de cada nação. (Canterbery, 2002) Assim, surge então, o modelo de Estado-Providência, modelo este, em grande parte influenciado pelo pensador econômico John Keynes que, defendia queo Estado deveria ocupar-se da gestão do país, tendo como missão conjugar as vertentes econômica e social, no sentido de garantir um “Estado de Bem-Estar” (welfare state). (Mozzicafreddo, 1997: p.3) Serão seguidamente apresentadas as funções atribuídas ao Estado-Providência, fazendo posteriormente uma analogia com o modelo de Estado que vigora, na atualidade, em Portugal, com o intuito de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Evolução do pensamento economico
  • Evolução do pensamento econômico
  • Evolucao do pensamento economico
  • Evolução do pensamento econômico
  • Evolução do pensamento econômico
  • A evolução histórica do pensamento econômico
  • evolução do pensamento economico
  • Evolução do pensamento econômico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!