Everything

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 256 (63758 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sávio Tarso Pereira da Silva

HISTÓRIA, DOCUMENTÁRIO E EXCLUSÃO SOCIAL
As imagens do povo e do excluído no Cinema Brasileiro (1960-2000)

Dissertação apresentada ao programa de
Pós-Graduação em História pela USS –
Universidade Severino Sombra de
Vassouras – RJ como requisito à obtenção
do título de Mestre em História.
Linha de Pesquisa: História Política e
Cultural
Orientadora: Profa.Dra. Cláudia Regina
Andrade dos Santos

Vassouras, abril de 2005.

USS - Universidade Severino Sombra

HISTÓRIA, DOCUMENTÁRIO E EXCLUSÃO SOCIAL
As imagens do povo e do excluído no Cinema Brasileiro (1960-2000)

Projeto de pesquisa apresentado ao curso de História Social
da Universidade Severino Sombra, Vassouras - RJ.
FINALIDADE: A imagem do povo e do excluído no
documentáriobrasileiro das últimas quatro décadas:
permanências e transformações.

Vassouras
2006

DEDICATÓRIA

À minha mãe, Dona Florzinha,
à minha sogra, Dona Olandina e
à Dona Maria Teotônio.

EPÍGRAFE

“A crítica brasileira, idealista e marginal, vem
sistematicamente destruindo este cinema com
exigências absurdas para um povo que nasce
com o cinema ou para um cinema que nasce
com o povo”Glauber Rocha

A minha imagem? Avião! Minha imagem explodiu tudo, eu pensei que eu, eu falei olha o
Cascavel lá. O Cascavel continua sendo barbudo, feio, bravo, porque eu gosto de ser assim,
porque se eu fizer a barba, eu fico manso. Depois eu queria que você levasse esse filme para o
Brasil inteiro e chamasse os políticos, esses que têm o poder ver a realidade do povo. Porque
eles mentem,eles mentem, eu tô cansado de ver.
Cascavel – morador de rua em São Paulo
(personagem do filme “À margem da imagem” de Evaldo Mocarzel)

AGRADECIMENTOS

À Elmínia, Luã e Arthur. Minha família. Pessoas com quem divido as dores e as
alegrias dessa vida.
À generosidade e ao talento da professora Cláudia que ofereceu muito mais que sábios
conselhos a um aprendiz estrangeiro. Não há comoretribuir o tratamento gentil e
humano, gesto natural dos grandes mestres. A orientação cuidadosa tornou-se bússola
de precisão para a travessia dessa nova e misteriosa fronteira acadêmica. Sob seus
auspícios, o jornalista se fez historiador.

À importantíssima contribuição dos professores José de D’Assunção e Rosangela Dias.
A Mauro Velasco, diretor do UnilesteMG, homem e instituição queinvestiram nesta
pesquisa.
Ao professor Roberto Abdala pela estimada colaboração teórica.
A todos meus colegas de trabalho, especialmente, Fernando Resende e Tatiane
Carvalho, pessoas da minha adoração.

Ao amigo Cláudio Letro pelo companheirismo e pelas longas conversas que meu
ajudaram a afastar o sentimento de solidão durante a jornada do mestrado.

A todos meus colegas de mestrado,especialmente, o Ely e a Profa. Marilene ( incluo o
marido Francisco) que estiveram bem próximos de mim durante toda caminhada.
Aos meus alunos Adriana Castro, Arlaine, Fabiana Shimith, Helenice Viana, Magnus,
Pollyane Schenato, Thaíse.
Aos amigos da Videoplus, Marciano, Homero, Praia, Danilo, Caju, Sidney, Lilica,
Dengue, Sandra.

SUMÁRIOINTRODUÇÃO.......................................................................................................

10

1. MODERNO DOCUMENTARIO EM PERSPECTIVA HISTÓRICA
1.1. 1.1. Os primórdios: da Cavação a Cataguazes................................................................. 19
1.2. Poesia e Política............................................................................................................... 26
1.3. EspíritoSociológico........................................................................................................

36

1.4. Viramundo: autocrítica e transformação.........................................................................

39

1.5. Globo Shell: a busca pelas raízes da sociedade brasileira..............................................

44

1.6. Olhar Eletrônico: a explosão do vídeo e...
tracking img