Euclides da cunha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1746 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo de Cultura Brasileira


Euclides da Cunha


BIOGRAFIA
. Nasceu numa família de classe média no Vale do Paraíba
. O Vale estava decadente devido ao desgaste do solo para o plantio de café e ao aumento do preço dos escravos, que ainda eram usados nessa região.
. Euclides de muda pro Rio de Janeiro e vai morar com a tia.


. Euclides vai estudar engenharia na EscolaMilitar.
. Valores patriarcais X Ciência / Republicanismo / Positivismo
. Ciência – instrumento de conhecimento e evolução
. Positivismo – sociedade em revolução e em avanço tecnológico.
. Republicanismo – a Escola Militar era cheia de republicanos. Benjamin Constin inclusive deu aula para Euclides.


. Geração de 70 – Euclides cresce em meio aosquestionamentos desse geração, chegando a contribuir para a pesquisa a respeito deles. Esses questionamentos eram a cerca da população brasileira e do território, o que comprometia totalmente o sentimento de nação de um povo que não sabia quem era nem a onde pertencia.
. População – a polêmica girava em torno da mestiçagem (negros, brancos e índios) e da autenticidade do povo brasileiro, pois cadaestudioso pensava uma coisa diferente.
. Território – as fronteiras dessa época não estavam definidas, havendo fronteiras em aberto nas Guianas, por exemplo. Isso foi uma questão de discussão até que Barão do Rio Branco se propôs a estudar as fronteiras e levou Euclides para fazer parte do seu grupo de pesquisas. Enquanto o Barão se voltou pro litoral, Euclides se voltou para o sertão, iniciandosua jornada para o conhecimento dessa “Terra Ignota”.


. Ato de Insubordinação – nesse dia (em 1888), os alunos da Escola Militar foram proibidos de sair da escola, pois haveria um ato a favor da República. Diz-se que Euclides saiu da formação militar e gritou “Viva a República”, o que repercutiu na imprensa e deu a Euclides a fama de republicano.
. Foi expulso da Escola Militar epreso.


. Depois de solto, recebeu o convite para fazer propaganda republicana no jornal Província de São Paulo.
. São Paulo estava em ascensão, mas o Estado ficava com a maior parte dos lucros sobre a produção, o que irritava muito a população. Por isso a revolta contra o Império começou por lá.
. Em seus textos, Euclides escrevia sobre a certeza do sucesso da República ecriticava o imperador D. Pedro II por ter se voltado para a Europa e ter deixado o Brasil infértil e inculto.


. Proclamação da República (1889)


. Revolta da Armada e Revolta Federalistas (1893) – revoltas monárquicas contra o Presidente Floriano Peixoto. Ambas foram derrotadas pelo coronel Moreira César (conhecido como o corta-cabeças).
. O Presidente seguinte,Prudente de Moraes, permitiu a libertação dos revoltosos da Armada e da Federalista, além de permitir os monarquistas de se organizarem.


. Antônio Conselheiro, também em 1893, rasgou as leis da República e se refugiou em Canudos, uma cidade baiana que passou a crescer a partir de então. Além disso, ele incitava os homens a não irem à Igreja e ameaça a propriedade dos latifundiários, pois elee sua massa de sertanejos invadiam as terras.
. Por isso foi organizada a primeira expedição à Canudos, aproveitando o Episódio da Madeira. Antônio Conselheiro encomendou madeira na cidade de Juazeiro para construir a maior igreja dos sertões, que seria messiânica. Sabendo que os homens de Conselheiro iriam buscar a madeira em Juazeiro, as tropas locais (100 homens) organizaram umaemboscada. No entanto, essa informação vazou e os homens de Conselheiro foram a noite para surpreender os soldados. Morreu muita gente dos dois lados.
. Para vingar os mortos da primeira expedição, foi organizada uma segunda, com 540 homens das tropas locais, mas essa também fracassou.
. Diante disso, o exército nacional foi convocado, levando 1300 homens sob o comando de Moreira César. No...
tracking img