Etnocentrismo, capitulo o passaporte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Meu nome é Bruno henrique da silva custódio, tenho 20 anos de idade e vou relatar sobre minha tragetória de vida, contando um pouco de minha adolescência e idade adulta.
Ao revisitar o passado erememorar o presente, sinto-me desafiado e, ao memso tempo, tomado por uma forte emoção, pensando no grande compromisso que tenho comigo mesmo ao mergulhar no passado, relembrar e relatar sobre minhaadolescência e idade adulta.Realmente é preciso superar certos desafios para discorrer sobre minha história em seus diversos contextos.
Já me sinto movido pela grande responsabilidade, confesso quetambém um receio diante de tamanho compromisso ao ser expectador da minha própria história.
Vim de uma família muito pobre do interior do Paraná, de uma cidade chamada Ibaiti, lá vivi até meus 17 anosde idade, morava em uma casinha de madeira que tinha 6 comodos, nela morava minha avó Maria, meu tiu Luíz, minha tia Dilcéia, minha mãe Nelci, minha irmã Larissa e por último eu. Naqueles tempos, nóspassavamos por muitas dificuldades financeiras, mas mamãe nunca deixou faltar o que comer em nossa mesa. Lutou muito para criar eu e minha irmã, ao contrário de nosso pai, que nos abandonou acerca de15 anos atrás e, até hoje não procurou agente,nunca soubemos notícias sobre ele. Mas, portanto,
conseguimos sobreviver sem á presença de um pai.
Quando adolescênte, dei muito trabalho para minhamãe, porque essa história de não ter pai, me deixou a pensar que, eu, era uma pessoa que tinha que aprender as coisas com o mundo e, deixar de obedeçer mamãe. Contudo isto, eu bati á cabeça várias vezes,na escola principalmente, repeti um ano e, parei de estudar por um ano. Então parei e fiquei, no primeiro anoédio, desde então, não queria mais saber de estudar. Com 18 anos de idade, começei atrabalhar em uma fábrica de fazer sofá, lá eu era ajudante geral, então foi lá que vi que, sem estudo nós não somos bem vistos, por fim, tomando está conclusão, começei a estudar denovo, sem parar,...
tracking img