Etica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2015 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Definição de Ética
Ética vem do grego ethos, que significa analogamente “modo de ser” ou “caráter”,
como um modo de comportamento, que não corresponde a uma disposição natural mas que é
adquirido ou conquistado por hábito. É esse caráter não natural da maneira de ser do homem
que, na Antiguidade, confere à ética sua dimensão moral.
Não há, porém, entre os principais autores que abordamo tema, um consenso sobre o
conceito de ética. A seguir são apresentadas as visões de dois autores, que contemplam em
suas definições de ética abordagens significantes para a discussão proposta neste artigo.
Segundo Vazquez (1985, p. 12), “ética é a teoria ou ciência do comportamento moral
dos homens em sociedade. Ou seja, é a ciência de uma forma específica do comportamento
humano.”Essa definição sublinha o caráter científico da ética; isto é, corresponde à
necessidade de uma abordagem científica dos problemas morais.
Por outro lado, segundo Valls (1986, p. 48), “a ética preocupa-se com as formas
humanas de resolver as contradições entre necessidade e possibilidade, entre tempo e
eternidade, entre o individual e o social, entre o econômico e o moral, entre o corporale o
psíquico, entre o natural e o cultural e entre a inteligência e a vontade”, evidenciando as
contradições enfrentadas pelos indivíduos na tomada de decisões envolvendo dilemas éticos
O Campo da Ética
Os problemas éticos caracterizam-se pela sua generalidade, e isto os distingue dos
problemas morais da vida cotidiana. De acordo com Vazquez (1985, p. 10), “Por causa de seu
caráterprático […], tentou-se ver na ética uma disciplina normativa, cuja função fundamental
seria a de indicar o comportamento melhor do ponto de vista moral.” Assim, o ético tornar-seia uma espécie de legislador do comportamento moral dos indivíduos ou da comunidade.
Porém, ainda segundo Vazquez:
A função fundamental da ética é a mesma de toda teoria: explicar, esclarecer ou
investigar umadeterminada realidade, elaborando os conceitos correspondentes. Por outro
lado, a realidade moral varia historicamente e, com ela, variam os seus princípios e as suas
normas. (VAZQUEZ, 1985, p. 10)
Portanto, não cabe à ética formular juízos de valor sobre a prática moral de outras
sociedades ou épocas, mas sim explicar a razão de ser destas mudanças de moral,
esclarecendo o fato de os homensterem recorrido a práticas morais diferentes e até opostas.
É importante notar que a ética não se deve confundir com moral, como podem
induzir expressões correntes como “ética católica”, “ética liberal”, ou “ética nazista”. Como
nos diz Robert Srour:
Enquanto a moral tem uma base histórica, o estatuto da ética é teórico, corresponde
a uma generalidade abstrata e formal. A ética estuda asmorais e as moralidades, analisa as
escolhas que os agentes fazem em situações concretas, verifica se as opções se conformam
aos padrões sociais. […] Distingue-se das morais históricas que imbuem coletividades
amplas (nações, classes ou categorias sociais) e que remetem a conceitos específicos ou de
“espécie”. (SROUR, 1998, p. 270

Desde os primórdios o ser humano se depara com umareflexão acerca do significado da palavra ética. Até que ponto a respeitamos e a deixamos de respeitar? Parece-me oportuna essa questão no âmbito educacional, principalmente, no momento histórico em que vivemos.
A ética se propõe a respeitar limites do que se estabelece como bom ou mau sob o prisma da condição humana que se reconhece abraçada a princípios universais e morais. Ela norteia a conduta dohomem na sociedade. Mas tal percepção se mostra em constante conflito no tocante a uma das mais importantes áreas da vida humana; a educação que se vê voltada a um sistema que trata consciência como mercadoria. O que prevalece e dá sentido às relações políticas, econômicas e sociais são os conceitos de competitividade, qualidade total, eficiência e eficácia. Tudo englobado em um paradigma que...
tracking img