Etica organizacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I
Professora: JEANETE PILGER
(2012)

ÉTICA ORGANIZACIONAL

No presente trabalho está sendo feita uma resenha sobre o artigo:“PODER DE DIREÇÃO DO EMPREGADOR: ELEMENTO DECISIVO NA CONCESSÃO DA LICENÇA-MATERNIDADE AMPLIADA”. O referido artigo foi produzido por Elisabeth Mônica Hasse Becker Neiverthe Silvana Souza Netto Mandalozzo. Foi extraído da “Revista de Ciências Empresariais, Políticas e Sociais OPINIO” nº 24 – Jan./Jun. 2010.
O artigo faz uma leiturareferente a aplicação da lei 11.770, publicada em outubro de 2008. A qual regulamenta a ampliação da licença maternidade em sessenta dias. E tem como fator decisivo o poder doempregador na concessão ou não deste benefício.
Inicialmente é feito uma abordagem sobre o tema “poder”. Onde são buscadas referências de estudos realizados pelofilósofo francês Paul Michel Foucault (1926-1984) e pelo economista canadense John Kenneth Galbraith (1908-2006).
A conclusão de Foucault é que o poder não existe, mas simrelações ou práticas de poder. Ele ressalta a importância de identificar os efeitos que as práticas de poder estabelecem. A posição do filósofo é que o poder deve serconsiderado uma rede produtiva que vai além da intenção de somente reprimir, porque o poder repressivo pode não ser obedecido.
Já Galbraith indica como fontes do poder apersonalidade, a propriedade e a organização. E como instrumentos o poder condigno, o poder compensatório e o poder condicionado. Os quais lembram respectivamente punição,recompensa financeira e mudança de convicção. Dentre as fontes do poder indicadas pelo economista, é destacada como mais importante das sociedades modernas a organização.
tracking img