Etica na politica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1160 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O deputado Batista das Cooperativas (foto) gosta muito da família. Tanto que faz questão de manter todos unidos dentro de casa e fora também, no trabalho. A repórter Fernanda Galvão mostra com exclusividade o caso de nepotismo cruzado. Batista conseguiu emprego público para nove parentes. Acompanhe a reportagem.

Nepotismo cruzado
Em maio deste ano a Câmara Legislativa aprovou um projeto queproíbe a contratação de parentes de deputados, de até terceiro grau, nos órgãos da Casa. Mas não impediu o emprego em outros poderes.
O deputado Batista das Cooperativas (PRP), aliado do governo, conseguiu colocar nove pessoas da família no Executivo. Ele confirmou seis: “Ana Alice e Maria Salete são minhas irmãs, Antônio Batista é meu irmão, Terezinha Bezerra Torres é ex-companheira, LaérciaBatista Rosa é minha outra irmã e Marina Batista é minha mãe. Todos estão trabalhando no governo e não tem nada de ilegal nisso”, afirma.
O parlamentar diz que não conhece os cunhados Rosália Borges e Gilvan Borges, que trabalham na Administração de Águas Claras. Mas, por telefone, a reportagem do DFTV confirmou o parentesco.
Batista das Cooperativas também negou conhecer o padrasto Antônio Bezerra.Mesmo assim, na Administração de Águas Claras, o apadrinhamento foi confirmado.
A irmã Ana Alice Matildes Batista trabalha na Administração do Riacho Fundo. A outra irmã, Maria Salete Batista, o irmão Antônio Batista Rosas e a ex-mulher Terezinha Bezerra Torres trabalham na Administração de Águas Claras. Na Administração de Santa Maria o deputado tem a irmã Laécia Batista e a mãe, Marina BatistaRosas.
“Eu acho isso normal. São pessoas competentes, são pessoas que estão trabalhando, desenvolvendo suas ações. Assim como nós temos várias outras pessoas que estão trabalhando no governo”, ressalta o deputado.
O cientista político Robson Pereira explica que é muito comum um político empregar parentes de outro, em troca do mesmo tipo de favor. Difícil é comprovar essa rede de apadrinhamento,o chamado nepotismo cruzado. Para ele, mesmo que a ilegalidade não seja comprovada, nesse caso do deputado, a prática é imoral.
“Devemos ver isso como uma anormalidade numa democracia, uma injustiça com as pessoas que se preparam para disputar os cargos públicos e ainda como uma deficiência no serviço prestado. Pessoas como essas raramente se empenham em trabalhar devidamente para a população”,lembra Robson Pereira.
Fonte: DF TV

CÂMARA DOS DEPUTADOS APROVA AUMENTO SALARIAL

A Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira o projeto de lei que reajusta os salários dos deputados, senadores, ministros, do vice-presidente e presidente da República. Pelo texto aprovado pelos deputados, em votação simbólica, o salário dos parlamentares, do presidente, vice e dos ministros seráde R$ 26.723,13 a partir de 1º de fevereiro do ano que vem, quando tomam posse os novos deputados e senadores.
O projeto precisa ser aprovado pelo Senado, o que deverá ocorrer ainda hoje. Pela Constituição, cabe aos deputados e senadores aprovarem o reajuste dos parlamentares para a legislatura seguinte. Como essa legislatura encerra-se em 31 de janeiro, os parlamentares pretendem concluir avotação do reajuste antes do recesso parlamentar, que começa no dia 22 de dezembro.
Se os senadores aprovarem o texto, caberá ao presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney (PMDB-AP), promulgar o projeto de decreto legislativo apresentado pela Mesa Diretora da Câmara.
Pelo texto aprovado há pouco, deputados e senadores, que ganham atualmente R$ 16,5 mil, terão a partir de fevereiro umreajuste de 61,8%, mais as vantagens que recebem além dos salários. O reajuste para o salário de presidente da República será de 133,9%, já que hoje o salário do chefe do Executivo é de R$ 11,4 mil. Para os ministros de Estado, que recebem R$ 10,7 mil, o reajuste será ainda maior.
No caso do reajuste dos parlamentares, haverá um efeito cascata, já que pela Constituição deputados estaduais e...
tracking img