Etica do consumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1202 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE GUARARAPES
MBA EM MARKETING ESTRATÉGICO E VENDAS
DISCIPLINA: COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR
PROFESSOR: HUGO FERREIRA

ÉTICA DO CONSUMO

ALUNAS:
CRISTINE SHIRLEY FRANCO DE ARAÚJO


O CÓDIGO DE ÉTICA DOS PROFISSIONAIS DA PROPAGANDA

I - A propaganda é a técnica de criar opinião pública favorávela um determinado produto, serviço, instituição ou idéia, visando a orientar o comportamento humano das massas num determinado sentido.
II - O profissional da propaganda, cônscio do poder que a aplicação de sua técnica lhe põe nas mãos, compromete-se a não utilizá-la senão em campanhas que visem ao maior consumo dos bons serviços, ao progresso das boas instituições e à difusão de idéias sadias.III - O profissional da propaganda, para atingir aqueles fins, jamais induzirá o povo ao erro; jamais lançará mão da inverdade; jamais disseminará a desonestidade e o vício.
IV - No desempenho do seu mister, o profissional da propaganda agirá sempre com honestidade e devotamento com seus comitentes, de modo a bem servir a ele e à sociedade.

SEÇÃO 1 - RESPEITABILIDADE
Artigo 19
Todaatividade publicitária deve caracterizar-se pelo respeito à dignidade da pessoa humana, à intimidade, ao interesse social, às instituições e símbolos nacionais, às autoridades constituídas e ao núcleo familiar.
Artigo 20
Nenhum anúncio deve favorecer ou estimular qualquer espécie de ofensa ou discriminação racial, social, política, religiosa ou de nacionalidade.
Artigo 21
Os anúncios não devemconter nada que possa induzir a atividades criminosas ou ilegais – ou que pareça favorecer, enaltecer ou estimular tais atividades.
O ARTIGO 37 DO CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR DIZ:
É enganosa qualquer tipo de publicidade que divulga informação total ou parcialmente falsa capaz de induzir o consumidor a erro de julgamento e/ou consumo. A pena para o responsável pela infração é de três meses a umano de detenção e multa.
E já que a veiculação de propaganda enganosa é um crime, também tem o direito de denunciar o cidadão que, mesmo sem ter sido diretamente lesado, percebe que uma determinada peça de publicidade não condiz com o que é oferecido pela empresa ou instituição. Ele pode e deve procurar o Decon (Departamento Estadual de Polícia do Consumidor) ou o Procon de sua cidade, e exigira suspensão da publicidade para que outros não venham a ser lesados.

PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS PARA AS EMPRESAS
POSITIVOS:
• As empresas são asseguradas que existem órgãos, leis, conselhos, que regem as normas e condutas, das propagandas e profissionais envolvidos, logo, a ética torna-se um requisito de aplicação para a veiculação e existência do trabalho.
• Os consumidores também estãoamparados neste contexto, deixando as empresas, acobertadas de qualquer ônus.
• Desta forma o controle ao abuso de veiculação indutora e ilícita, no que concerne o direito de escolha e livre arbítrio do consumidor, fica mais notório.
NEGATIVOS:
• Muitas vezes a prática dessas propagandas são implícitas, de modo que nem sempre se pode provar.
• Havendo erro, o prejuízo na imagem da empresa,pode ser maior que o financeiro.
• O consumidor dia-a-dia é invadido de forma voluntária, a custo de um capitalismo cada vez mais aprimorado e informatizado, e também embasado cientificamente, ficando desproporcional, a força entre indivíduo e mercado.

A notícia espontânea, divulgada pela mídia, quase sempre está comprometida com os patrocinadores e não com a ética, ambos de extremaimportância para a diminuição do consumo ético ou a proliferação da consciência do consumo não ético.
A discussão da ética é de extrema importância na conduta das empresas ao redor do mundo. Trata-se da tentativa de estabelecer conduta para o que não está legislado; de estabelecer o que é certo e errado nas ações que não se enquadram na lei, de compreender e traçar princípios e padrões que orientem o...
tracking img