Etica - antigona, creontes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (516 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1) Antígona e Ismênia nasceram, cresceram e viveram debaixo do mesmo teto, tendo assim a mesma criação e costumes. Mas, na hora de tomarem uma decisão, que envolvia os costumes e as leis, umadecisão que as colocava entre essas duas forças, cada uma pendeu para um lado.
Antígona seguiu o costume de seu povo, os costumes de sua família, de enterrar seu irmão, mesmo que isso contrariasse as leisdo Estado, que foram impostas por Creonte, e previa que quem enterrasse Polínices, seria enterrado junto com ele.
Ismênia seguiu as ordens de Creonte, prevalecendo as leis impostas por ele, mesmosabendo e conhecendo seus costumes.
As duas irmãs, que cresceram juntas, nos mesmos costumes, foram para lados diferentes. Pensando por esse lado, as duas tem a obrigação moral de enterrar o irmão, poissua família o iria querer assim. Mas, as duas são pessoas diferentes, com pensamentos e valores diferentes, o que as leva a pensar em consequências diferentes, a ações diferentes. Uma escolheu perdera vida para seguir seus costumes, a outra, seguir as leis do Estado, que é o poder supremo de uma sociedade. Uma escolheu desrespeitar o Estado, a outra, desrespeitar os costumes.
Creio que oscostumes de um povo não devessem sobressair às leis, ou seja, as leis devem estar de acordo com os costumes, para que não haja problemas como este.

2)Antígona, não cometeu crime algum em enterrar oirmão, pois ela seguiu as tradições humanas, que são de enterrar seus mortos, mesmo ela sabendo das consequências que poderia acarretar essa decisão.
Ela obedeceu a “lei divina”, que diz que todos oshomens tem o direito de ser sepultados.
Creontes, por outro lado, instituiu a lei que dizia que quem enterrasse Polínices, seria enterrado junto com ele. Ele se sobrepôs as leis naturais, criando uma leiinjusta, por ódio e poder. Uma pessoa que nega o direito de sua família enterrar um ente querido, não pode estar fazendo a coisa certa.
O principio do Direito é jusquia justum: O Direito é o que...
tracking img