Estudo sobre a elasticidade da carne bovina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1933 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CARNE BOVINA
A pecuária bovina está presente no cenário nacional desde a época colonial, sendo que o eixo Sul-Sudeste correspondia aos principais expoentes da produção nacional, sendo esta diferenciada da atual, uma vez que se voltava principalmente para o mercado interno.
O avanço em direção ao interior do país deu-se com a evolução da pecuária, bem como outros fatores, como hoje ocorreno chamado círculo da Amazônia, sendo o processo constituído de duas fases: a primeira, marcada pelo avanço das madeireiras, as quais após o esgotamento dos recursos florestais passam as propriedades terrenas para os produtores de gado.
A produção bovina brasileira, sempre foi caracterizada pelo sistema extensivo de produção, porém com o crescimento da demanda e a necessidade de aumento deprodutividade. O sistema intensivo, bem como a adoção de novas tecnologias, é cada vez mais utilizado.

A PRODUÇAO
Segundo a ABIEC (2011), o crescimento da produção de gado dentro do Brasil está diretamente relacionado com a utilização de novas tecnologias que aumentam a produtividade das fazendas, porém no mercado nacional, a carne bovina ainda sofre grandes problemas com a concorrência, uma vezque a carne de frango é indicada como melhor a saúde e tem o seu preço relativamente menor.

Tabela 1 – Rebanho, Produção Total e produtividade na pecuária brasileira.
Fonte: ABIEC (2008)
A partir do gráfico, podemos perceber a queda de produtividade entre os anos de 1996 e 1997, a qual segundo a EMBRAPA poderia estar refletida ‘’no período, demanda reprimida, pela má distribuição de renda,e também oferta inelástica da produção de carne bovina. ’’
Neste mesmo período, pode-se destacar a importância da produção de carne para o mercado interno, uma vez que apenas 20% de toda a produção é destinada para a exportação, sendo o restante a demanda ideal para o abastecimento do mercado interno Brasileiro.
Gráfico 1 – Produção da pecuária mundial em milhões/ton.
Fonte: USD/ScotConsultoria (2011)
Em nível de produção mundial de carne bovina o Brasil é colocado como o segundo maior produtor de Carne Bovina do mundo, ficando atrás dos EUA. No gráfico 1, podemos constatar uma queda na produção, entre 1991 e 2011, mais acentuada na União Européia e menos na Argentina.
Tabela 2 - Produção Mundial de carne bovina de 2005 a 2011

Fonte: USDA; *CNPC in ABIEC (2011)
Na tabela 2,pode-se observar, que, dentre os principais produtores de carne, o Brasil foi o que apresentou o maior crescimento entre 2005 e 2011. Com relação a produção nacional brasileira, vemos ainda hoje um predomínio dos estados do eixo sudeste - centro-oeste, como os principais produtores de carne bovina, sendo o Estado de São Paulo o maior exportador atual de carne bovina.
Gráfico 2 - Exportação decarne bovina dos principais Estados brasileiros produtores.

Fonte: Rural Centro (2012)
O CONSUMO
Dentre os principais países consumidores de carne bovina no mundo, temos como principais expoentes os EUA, a União Européia e o Brasil.
Tabela 3 - Consumo mundial de carne bovina de 2005 a 2011

Fonte: USDA; *CNPC in ABIEC (2011)

De acordo com o Instituto Americano de Cooperação para aAgricultura (IICA), um valor importante a ser analisado, seria o consumo de carne bovina per capita, no qual a maioria dos países, inclusive Europa e EUA, vêem o seu consumo estagnar ou diminuir na ultima década. Tal fator pode ser explicado por uma possível mudança no perfil do consumo, o que induziria uma perda de mercado da carne bovina pra os outros tipos de carne.
Apesar da mudança em padrões deconsumo dos países desenvolvidos, a dieta de carne bovina mundial está cada vez maior alavancada por países emergentes. Segundo a edição de Fevereiro de 2011 da revista The Economist, o consumo de carne na china dobrou no período de 1980 a 2005. Além disso, a revista projeta um crescimento de 7% para 9% no consumo de carne, entre 2011 e 2050.
Gráfico 3 – Evolução no consumo de carne nos...
tracking img