Estudo dirigido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1)Cite exemplos de como as transições demográficas, epidemiológica e social se correlacionam.
Há uma correlação direta entre os processos de transição demográfica, epidemiológica e social. De um modo geral a queda inicial da mortalidade concentra-se seletivamente entre as doenças infecciosas e tende a beneficiar os grupos mais jovens da população. Estes "sobreviventes" passam a conviver comfatores de risco para doenças crônico-degenerativas e, na medida em que cresce o número de idosos e aumenta a expectativa de vida, tornam-se mais frequentes as complicações daquelas moléstias. Modifica-se o perfil de saúde da população; ao invés de processos agudos que "se resolvem" rapidamente através da cura ou do óbito, tornam-se predominantes as doenças crônicas e suas complicações, que implicamem décadas de utilização dos serviços de saúde. São exemplos as sequelas do acidente vascular cerebral e fraturas após quedas, as limitações provocadas pela insuficiência cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crônica, as amputações e cegueira provocados pelo diabetes e a dependência determinada pela demência de Alzheimer. Tudo isto implica em custos elevados para o sistema de saúde. Uma dascaracterísticas marcantes da população que envelhece no Brasil é a pobreza. Aposentadorias e pensões constituem a principal fonte de rendimentos da população idosa. Se por um lado o número de benefícios concedidos a cada ano é crescente, por outro, as despesas médias com o pagamento desses benefícios pela Previdência vêm apresentando, com raras exceções, variações negativas. Em 1988, quase 90% dos idososaposentados no Brasil recebiam contribuições de até 2,5 salários-mínimos. Em consequência do baixo valor dos benefícios, 1/3 dos brasileiros com 60 anos ou mais se mantinham em atividades produtivas em 1995. O retorno ou a permanência no mercado de trabalho, no entanto, se dá sobretudo no mercado informal, em atividades mal remuneradas e com jornadas de trabalho extensas. A valorizaçãoprofissional torna-se difícil em parte devido às condições de alfabetização dessa população; em 1991, 44,2% dos maiores de 59 anos não sabiam ler e escrever. Na RMBH, em 1988, a maioria dos idosos integrados à população economicamente ativa possuía renda proveniente do trabalho inferior ou igual a dois salários- mínimos, e exercia atividades pouco compatíveis com a idade. Em todo o Brasil, as migraçõesefetuadas predominantemente pelas populações mais jovens, em direção aos grandes centros urbanos, tendem a agravar a situação social dos idosos ao afetar a configuração etária da população remanescente. Essas três características se relacionam porque o idoso que tem condição financeira possui uma qualidade de vida melhor, ficam menos propensos á adquirir doenças e diminui a taxa de mortalidade eaumenta a expectativa de vida da população idosa. Quanto mais cresce essa população mais difícil fica para o governo atender a demanda da população idosa e oferecer uma assistência igualitária e de boa qualidade á todos.

2) Entre o início e o fim do século passado variáveis “ mortalidade, fecundidade, expectativa de vida e proporções de idosos”, se modificaram profundamente. Descreva quatro dasprincipais modificações ocorridas e as correlacione.

Em países industrializados a queda das taxas de mortalidade e fecundidade e o aumento da expectativa de vida iniciadas no século passado, acompanhou a ampliação da cobertura dos sistemas de proteção social e melhorias das condições de habitação, alimentação, trabalho e do saneamento básico.

3)Nas quatro primeiras décadas essas taxas variavammuito?

Durante as quatro primeiras décadas deste século o Brasil apresentava grande estabilidade de sua estrutura etária, principalmente devido à pequena oscilação das taxas de natalidade e mortalidade. Estima-se que o coeficiente de mortalidade tenha declinado de 29,1 por mil, em 1900, para 24,4 por mil em 1940. A esperança de vida ao nascer pouco variou no período, passando de 33,3 para...
tracking img