Estudo de solos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. ORIGEM DOS SOLOS


Os solos se originam da decomposição de maciços rochosos, por processos degenerativos denominados intemperismo, que podem ser decorrentes de agentes físicos, químicos ou biológicos. Dentre os fatores que influenciam o intemperismo, tem-se, principalmente:
Clima: pois ele determina a quantidade de chuva e temperatura que atingirá a rocha, alterandoquimicamente seus minerais. O clima também determina a quantidade de ventos, o que altera fisicamente as rochas.
Relevo: Ele determina o fluxo de água e sua infiltração no solo. Isso é importante, pois quanto mais tempo de contato entre água e rocha, mais reações químicas.
Existem também outros fatores, tais como a composição mineral das rochas, o tempo cronológico, cobertura vegetal e arocha-mãe.




1. Intemperismo físico


Resulta de processos que levam à desagregação da rocha “in situ” e à desorganização da estrutura dos minerais constituintes (sem alterações químicas). Devido a mudanças térmicas e à ação erosiva da água, gelo, ventos, etc, a rocha matriz tende a ser fraturada e subdividida em fragmentos.
Em regiões desérticas e de clima semiáridoesse processo é mais intenso.




2. Intemperismo químico


Altera a composição química da rocha. Ocorre majoritariamente em locais quentes e úmidos, através dos fenômenos de hidratação, dissolução, oxidação, cimentação, etc. Tais fenômenos são acelerados caso a rocha já tenha sido previamente reduzida a fragmentos menores pelo intemperismo físico, facilitando e aumentando asuperfície de contato com os agentes ativos na degradação da rocha.




3. Intemperismo biológico


Produzido por atividade bacteriana, induzindo a decomposição de materiais orgânicos e também pelas plantas ao retirarem os minerais da rocha para fazer fotossíntese e quando as raízes das plantas entram nas fendas e com o desenvolvimento às degradam também.




2. TIPOS DE SOLOSOs solos constituem um sistema multifásico composto de partículas sólidas (minerais) e de vazios, os quais podem estar preenchidos com água e/ou ar. A porcentagem de água presente nos vazios (ou grau de saturação) é de extrema importância para o comportamento dos solos em obras de engenharia.
Os principais tipos de solos são:


1. Pedregulhos


Apresentampartículas com diâmetro compreendido entre 2,00mm a 10,00cm, caracterizando-se pela fácil visualização dos grãos. Não retêm água devido à inatividade de sua superfície e aos grandes vazios existentes entre as partículas.


2. Areias


Apresentam partículas com diâmetro compreendido entre 0,06mm e 2,00mm, ainda visíveis sem dificuldade. Quando se misturam com água não formam agregadoscontínuos e ao invés disso se separam com facilidade.


3. Siltes


Apresentam partículas com diâmetro compreendido entre 0,002mm e 0,06mm. Algumas normas indicam que o limite inferior deve ser 0,005mm, porém não existem conseqüências práticas entre ambas as distinções. Abaixo dessa granulometria já passa a haver retenção de água.


4. Argilas


Apresentampartículas com diâmetro inferior a 0,002mm. São formadas, principalmente, por minerais silicatados, constituídos por cadeias de elementos tetraédricos e octaédricos, unidas por ligações covalentes frágeis, que permitem a entrada de moléculas de água. Com isso, produz-se, às vezes, um aumento de volume, que é recuperável quando a água evapora. A capacidade de retenção de água das argilas é muito grande,decorrente da presença de pequenos vazios com uma grande superfície de absorção.


5. Turfa
É um solo constituído de matéria vegetal decomposta, mais ou menos fibroso.




3. SISTEMAS DE CLASSIFICAÇÃO


A classificação a partir dos tamanhos das partículas é uma das formas mais comuns. Como a fração argila pode diferenciar amplamente nas suas propriedades físicas,...
tracking img