Estudo de caso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1085 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA
CAMPUS BARRO PRETO
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA

ESTUDO DE CASO:

Empresa Queijo Mineiro





BELO HORIZONTE / MG

2011/2° Semestre

Estudo de caso empresa: Queijo Mineiro

O estudo de caso sobre a empresa “Queijo Mineiro”, tem como objetivo analisar e modificaro organograma para que melhor atenda as necessidades da mesma, após vários estudos e pesquisas identificamos alguns erros gerenciais que poderiam ser modificados através do seu organograma.

Analise do organograma atual da empresa:
1º Na gerencia Operacional há o setor de contas, que administrativamente deveria permanecer a gerência financeira;
2º Na gerencia financeira, há o setor decompras, que deveria fazer parte da gerencia de logística;
3º O setor de informática deveria estar inserido na Gerência operacional e não na Gerência de logística, ou até mesmo ser um setor independente;
4º Observamos que na Gerência de negócios e marketing há um sub-setor de marketing desnecessário no organograma;
5º Analisamos que na gerência de logística existe um setor de RH sendo que o mesmo deveser um setor independente.
A empresa Queijo Mineiro fabrica produtos artesanais e que necessitam de treinamento diferenciado para cada linha de produto que a empresa fornece o que não é encontrado no antigo organograma. Observamos que a relação das gerências entre si não é satisfatória devendo haver maior comunicação entre si.
Após fazer a analise da estrutura da empresadesenvolvemos um novo organograma para suprir as necessidades da mesma

Após analise, identificação das falhas e problemas, e, pesquisa das possíveis soluções chegou-se a conclusão que o novo modelo organizacional do “Queijo Mineiro” será o Modelo Funcional, que é uma das estruturas mais utilizadas nas empresas, ela utiliza a função como maneira de dividir áreas de responsabilidade e autoridade.
Temcomo vantagens:
✓ Permitir economias de escalas e torna mais eficiente o uso de recursos;
✓ Criar condições para centralizar o processo de tomadas de decisões;
✓ Facilita a direção unificada e controle da organização aos administradores de topo;
✓ Possibilita o aperfeiçoamento de funcionários e administradores em suas funções;
✓ Facilita a comunicação e a coordenaçãodentro das áreas funcionais.
Escolhemos a estrutura funcional por ser um organograma fácil de ser entendido, e, além disso, este modelo supriu as necessidades que a empresa citou como um problema. Uma maior comunicação entre os gerentes vai ocorrer, e seus funcionários estarão mais eficientes e capacitados para desenvolver suas funções.
Dentro do organograma dividimos cada setorcom uma gerencia e abaixo explicamos a função de cada uma delas dentro da empresa:
• Gerência de Produção – Foi criada com o objetivo de controlar a produção de cada produto em específico.
• Gerência Financeira – Faz parte da mesma os setores, fiscal, faturamento e contas, o objetivo é reduzir as falhas nas operações financeiras, direcionar as receitas, diminuir custos e melhorar ospagamentos e negociações.
• Gerência de marketing - Aperfeiçoar o processo de merchandising dos produtos, desenvolverem ações para maior aceitação dos produtos no mercado.
• Gerência de RH – Criada com o objetivo de selecionar e treinar os colaboradores a fim de aumentar sua especialização no setor em que atuarão.
• Gerência de Logística – Tem como objetivo melhorar e coordenar aoperações de compras, almoxarifado, e expedição.
• Gerência Operacional – Coordenar e controlar os processos operacionais mantendo as funcionalidades da empresa, são sub-setores a informática e a conservação e limpeza.
Foi criado o setor de relacionamentos que é diretamente subordinado a Gerência de marketing, o objetivo e desenvolver e manter uma relação mais próxima com os clientes,...
tracking img