Estudo de caso natura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2012 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Natura
Em teleconferência com analistas, a Natura destacou seus investimentos na área de logística, como a inauguração de dois novos centros de distribuição no Brasil e uma unidade de produção terceirizada em algum país da América Latina em que já atua. A Natura busca redesenhar sua malha de distribuição no Brasil. Segundo Roberto Pedote, vice-presidente de finanças e jurídico da Natura, oobjetivo é reduzir custos, impacto ambiental e tempo de entrega. Por enquanto, o desenho do trabalho está pronto, mas as mudanças devem ser concluídas no primeiro ou segundo trimestre de 2011. A empresa pretendia abrir dois novos centros de distribuição no país entre setembro e outubro de 2010, em Belém (PA) e Uberlândia (MG). Além disso, a Natura está aumentando a capacidade de seus cinco centros dedistribuição existentes. Com isso, ela espera reduzir o prazo de entrega. Uma parte da evolução da margem de EBITDA no semestre veio de ganhos importantes no "ciclo dos pedidos" (tempo de entrega dos produtos), segundo Pedote. Colaborou para isso a participação dos pedidos feitos pela internet pelas consultoras - a participação era de 30% há 3 anos e agora é de 84% via internet. EXTERIOR A Naturaespera que, em três anos, 50% do faturamento das operações internacionais na América Latina seja proveniente de produtos fabricados fora do Brasil. Para isso ela já começou a produzir parte de seu portfólio na Argentina e, no próximo ano, o objetivo é fabricar na Colômbia e México. Toda a fabricação será feita por meio de parceiros locais. Cerca de 7% do faturamento da Natura vem das operaçõesinternacionais, segundo João Paulo Ferreira, vice-presidente de operações e logística da Natura. As empresas parceiras são a argentina Justa, que fará o envase de perfumaria, fabricação de produtos para corpo, rosto e proteção solar; a colombiana Hada, que vai fabricar sabonetes em barra; a também colombiana Prebel, que fornecerá maquiagem, produtos para o corpo, proteção solar e envase de perfume; ea mexicana Fortalab, focada em produtos de cabelos e perfumaria. A empresa ampliou a capacidade dos centros de distribuição da Argentina, Chile, Peru e Colômbia. Em 2011, o centro de distribuição do México também será expandido. A Natura não pretende ter fábricas próprias no exterior. Atualmente cerca de 40% do que é comercializado pela empresa não é produzido por fábricas próprias - e ela nãopretende mudar essa participação de parceiros. Hoje, tudo que é vendido fora do país é produzido no Brasil - e representa cerca de 10% do volume da produção. As operações no exterior crescem 40% em vendas em moeda local, segundo a Natura. Nos próximos 10 anos a empresa pretende ser uma marca de expressão mundial. A Natura calcula que o novo modelo permitirá uma redução relativa de cerca de 70% nasemissões de CO2 referentes ao transporte de abastecimento das operações internacionais – uma redução de quase 2% da emissão total da Natura. Com as operações internacionais, a Natura espera trabalhar com custos de transporte menores, diminuir a exposição cambial e reduzir a emissão de carbono, segundo a empresa. "Produção local faz sentido em alguns desses países", disse Pedote.

Há uma equipe daNatura em Buenos Aires, cuidando da estratégia e execução da área internacional. A Natura já possui operações consolidadas na Argentina, Chile e Peru. A receita nos três países foi 31% maior na comparação com o primeiro trimestre do ano passado. Já no México e na Colômbia, países onde operações da Natura estão em fase de consolidação, a receita cresceu 56%. Além desses cinco países, a Naturapossui também um parceiro distribuidor da companhia na Bolívia. De acordo com Pedote, não há, no momento, nenhum outro país no radar para a companhia começar a atuar. “Estamos nas principais praças da América do Sul, locais onde temos potencial de crescer ainda mais”, disse. Com as operações estrangeiras, a Natura já soma 200.000 consultoras. O número é 24% maior na comparação com o primeiro...
tracking img