estudo de caso loja em campina grande paraíba

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 108 (26837 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMRIO TOC o 1-1 h z t Ttulo 21Ttulo 31Ttulo 41Ttulo 51Ttulo 61Titulo Apndice e Anexo1 HYPERLINK l _Toc389310845 1 INTRODUO PAGEREF _Toc389310845 h 3 HYPERLINK l _Toc389310846 2 Mercado do beto PAGEREF _Toc389310846 h 4 HYPERLINK l _Toc389310847 3 Apresentao da empresa Shoppingcell PAGEREF _Toc389310847 h 6 HYPERLINK l _Toc389310848 4 Perfil dos clientes x produtos PAGEREF_Toc389310848 h 7 HYPERLINK l _Toc389310850 6. CONCLUSO PAGEREF _Toc389310850 h 11 HYPERLINK l _Toc389310851 7. REFERNCIAS PAGEREF _Toc389310851 h 12 INTRODUO Nosso trabalho ter como principais informaes a questo da utilizao das ferramentas de Marketing para auxiliar nas vendas e pesquisa de satisfao dos clientes das empresas, sendo elas a ShoppingCell e o Mercado do Beto, assim ao longo destetrabalho buscaremos passar essas informaes para que ao contar um pouco das histrias das empresas possamos tambm ao visit-las verificando pontenciai problemas, que tambm possamos ajud-las a enfrent-los de maneira mais coerente com a realidade atual das empresas, como algumas informaes devem ser buscadas independentemente do porte das empresas para que sejam minimizadas as perdas de clientes e depotenciais clientes, alm de controle administrativo da empresa, estoque, formao de preo dos produtos entre outras informaes. Mercado do beto O responsvel por nos dar informaes e tambm dono do Supermercado do BETO chama-se Carlos Alberto Bacalhau de Oliveira, nos informou que deu inicio s suas atividades comerciais em meados de 1988, aps abandonar a profisso de caminhoneiro, este trabalho lheproporcionou conhecimentos sobre a rea de materiais de construo, assim possibilitou conhecimento a cerca de fornecedores e aps decidir abrir seu primeiro comrcio optou por loja de materiais de construo, assim de acordo com as necessidades da populao da cidade de Ing no estado da Paraba onde situado o supermercado, ele o dono foi aos poucos inserindo a venda de produtos alimentcios, nesse incio tinha apenasdois funcionrios. O dono mesmo que administra, gerencia e em ocasies de muita demanda tambm opera o caixa acumulando assim vrias funes e at mesmo toma conta do estoque. Quanto a formao dos preos depende do tipo de alimento ao qual est includo, sendo que a margem mnima de lucro segundo o dono e administrador de 10 e mxima de 40, porm o mesmo informou que aps fazer pagamentos dos fornecedores,funcionrios e outras despesas o lucro real de menos 5 real. Assim sabendo-se do cenrio econmico atual podemos verificar que a inflao para o ano de 2014 (Fonte COPOM Comit de Poltica Monetria Reunio um e dois de Abril de 2014) est prevista em 11 com vis, podendo ser alterada a qualquer momento. Com relao a concorrncia ele no se baseia nos demais, faz o preo sem levar em considerao custos fixos evariveis. Os custos podem ser classificados de diversas maneiras, de acordo com sua finalidade. Quanto ao volume de produo os custos so classificados em fixos e variveis. Esta classificao muito utilizada para o clculo do sistema de custos varivel. 2.1. Despesas e custos fixos So aqueles que no sofrem alterao de valor em caso de aumento ou diminuio da produo. Independem, portanto, do nvel deatividade, conhecidos tambm como custo de estrutura. Exemplos Limpeza e Conservao Aluguis de Equipamentos e Instalaes Salrios da Administrao Segurana e Vigilncia Possveis variaes na produo no iro afetar os gastos acima, que j esto com seus valores fixados. Por isso chamamos de custos fixos. 2.2. Despesas e Custos Variveis Classificamos como custos ou despesas variveis aqueles que variamproporcionalmente de acordo com o nvel de produo ou atividades. Seus valores dependem diretamente do volume produzido ou volume de vendas efetivado num determinado perodo. Exemplos Matrias-Primas Comisses de Vendas Insumos produtivos (gua, Energia) No so levados em considerao os custos anteriores e nem feita pesquisa de mercado sobre o preo da concorrncia. Faz divulgao interna com locuo, informando aos...
tracking img