Estudo de caso histerectomia total

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1441 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Estudo de caso
Clínica Cirúrgica

Histerectomia total

A histerectomia é a remoção cirúrgica do útero para tratar câncer, endometriose, sangramento uterino disfuncional, crescimentos não malignos, dor persistente, relaxamento e prolapso pélvico ou lesão prévia do útero. No caso relatado aqui, (histerectomia total) é a remoção do útero e do colo do útero.
A remoção pode ser pela vagina,através de uma incisão abdominal ou por laparoscopia, sendo que este último pode também ser usado para a via vaginal na qual o útero é removido por pequenas incisões usando laparoscópio, esse tipo de conduta tem apresentado excelentes resultados e rápida recuperação e é realizado como cirurgia de curta duração ou ambulatorial em pacientes cuidadosamente selecionadas



Caso clínico: M.L.P., 37anos, sexo feminino, branca, readmitida na clínica
cirúrgica do Hospital de Ilhéus, em pós-operatório de histerectomia total com incisão cirúrgica vertical abdominal.

Admitida no Centro Cirúrgico do referido Hospital no dia 07 de Abril de 2012,
apresentando quadro de cólicas, hipermenorréia, náuseas, cefaléia e insônia, com diagnóstico médico de mioma uterino com indicação histerectomiatotal. Nega história de outras doenças, e é sua quinta hospitalização, para
realização de procedimento cirúrgico, anteriormente por uma perineorrafia, duas cesarianas e uma laqueadura. Nega antecedentes familiares de
doenças hepáticas, doenças crônicas, cardíacas e/ou câncer.
Nega tabagismo. Refere ingerir bebida alcoólica aos fins de semana.
Cliente comunicativa, cooperativa, alegre, nãoapresenta déficits de
autocuidado nas eliminações e possui hábitos alimentares inadequados, com pouca ingestão de legumes verduras e frutas. Refere não possuir bom sono noturno, devido à presença de cefaléia, náuseas e cólicas constantes. Nega automedicação. Declara ser sedentária.

Ao Exame Físico
Sinais Vitais:
Pressão Arterial = 100x60 mmHg
Pulso = 88 bpm
Frequência Respiratória = 18 irpmTemperatura = 37,1°C
BEG,deambulando, pele hidratada, turgor e elasticidade preservada, ausência de cicatrizes e manchas.
Crânio normocefálico, ausência de depressões ou abaulamentos, couro cabeludo íntegro, higienizado, sem alopécia e pediculose, face e olhos simétricos, pupilas isocóricas, esclera normocorada, mucosa hipocorada, nariz sem presença de lesões e secreções, higiene oral preservada,arcada dentária completa, não faz uso de prótese, língua íntegra, gengiva hiperemiada e lábios hidratados, orelhas limpas, simétricas, com ausência de secreções, boa acuidade auditiva e visual. Pescoço com ausência de nódulos, tiróide palpável e sem anormalidades.
Tórax: simétrico. Respiração espontânea, expansibilidade preservada, eupnéica, presença de murmúrios vesiculares. Sistemacardiovascular: Ritmo cardíaco regular, em dois tons (2T), bulhas cardíacas normofonéticas (BCNF), perfusão tissular-periférica preservada. Pulsos periféricos palpáveis.
Presença de ferida operatória limpa, sem sinais flogísticos, ruídos hidroaéreos (RHA) presentes, timpanismo presente, dor à palpação em quadrante inferior direito e esquerdo.
Diurese por sonda vesical de demora apresentando 800 ml,urina concentrada, de coloração amarelo-escuro.
Referia ausência evacuações intestinais.
Acesso venoso periférico em MSE por jelco, pérvio. Observação: queixava-se de dores em região incisional e abdominal e prurido e apresenta dúvidas e anseios quanto a um possível dano a sua feminilidade causado pela operação. Devido à intervenção cirúrgica a cliente encontrava-se parcialmente dependente deenfermagem


Farmacologia

 Cefazolina 2 g EV de 8 em 8 hrs. Antibioticoprofilaxia
 Metaclopramida 1 ampola de 8 em 8 hrs Antiemético
 Antiflogil(nimessulida) :2 comp. 12 em 12 hrs. Prevenir dismenorréia, antiinflamatório, analgésico e antipirético
 Dolantina 25 mg endovenosa de 12 em 12 horas. Analgésico.


Fisiopatologia do mioma uterino
Ocorrem em 20 a 40% das mulheres...
tracking img