Estudo de caso da vale

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO DE CASO
ROGER AGNELLI E A CVRD (VALE RIO DOCE)
(Do livro Administração teoria e prática no contexto brasileiro de Sobral e Peci)
COMPANHIA VALE RIO DOCE:
Criada em 1.942 durante o governo Vargas,, a Companhia Vale do Rio Doce (CRVD) representava os interesses nacionais na exploração das minas de ferro de Minas Gerais. Fruto do nacionalismo característico da época do intervencionismoestatal na economia, a CVRD nasceu em um contexto de fortalecimento da indústria de base brasileira, exemplificando também a criação da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A expansão da base brasileira era um dos pilares da política desenvolvimentista de Vargas, que visava alavancar a industrialização no país.
Como empresa estatal, a Vale do Rio Doce desenvolveu um processo extremamenteburocrático. Como conseqüência, muitas oportunidades que necessitavam de respostas imediatas eram perdidas. Alem disso as decisões sempre foram muito centralizadas nas mãos dos administradores de topo, o que era um ponto negativo em comparação às maiores mineradoras do mundo. Interesses políticos também influenciavam corriqueiramente o ambiente e as decisões na CVRD. Até a alocação de recursos e a nomeaçãode diretores eram influenciadas por autoridades políticas. A manipulação da organização como instrumento político e econômico limitou suas possibilidades de crescimento.
Em 1.997, no primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso, a Vale do Rio Doce foi privatizada no Programa Nacional de Desestatização. Foi um processo conturbado, já que muitos grupos defendiam a manutenção das estatais. Umconsorcio formado pelo Banco Bradesco, pelo empresário Benjamin Steinbruch – um dos sócios majoritários da CSN – e por outros investidores foi o vencedor do leilão e, a partir daí, diversas medidas foram tomadas para tornar a CVRD mais eficiente e lucrativa.
As deficiências da empresa, na condição de estatal, eram muitas, e vencê-las demandaria de seus novos administradores empenho e talento. Entreeles estava Roger Agnelli, presidente da Bradespar S/A – organização que congrega as participações do Bradesco em empresas não financeiras - , o executivo que mais tarde assumiria a presidência executiva da CVRD e conduziria a organização a um grande crescimento, posicionando-a entre as três maiores do mundo no ramo da mineração.
PERFIL E CARREIRA DO EXECUTIVO:
Roger Agnelli iniciou sua carreirade administrador no Banco Bradesco, em março de 1.981, como analista de investimentos, antes mesmo de se formar em economia. Destacou-se nessa organização por seu perfil de negociador agressivo e pela forma de se comunicar interna e externamente. A comunicação foi um importante diferencial, já que ele era uma das poucas pessoas que falava inglês fluentemente. Isso possibilitou que desempenhasseimportante papel no processo de internacionalização do mercado de capitais, tornando-se um funcionário vital no momento em que a integração mundial dos mercados financeiros já era uma realidade.
Por outro lado, Agnelli soube cultivar uma rede de relacionamentos interpessoais, alem de aproximar-se de pessoas poderosas, entre as quais o presidente do Bradesco, Lázaro Brandão, conquistando suaadmiração e proteção. Também sabia como trabalhar com as pessoas, e suas palavras eram capazes de influenciá-las, o que demonstrava desde logo sua vocação para a liderança.
Por sua condição de líder, qualidade e experiência, o executivo trilhou uma carreira de sucesso na instituição financeira. Aos 38 anos tornou-se o mais jovem diretor executivo da história da organização. Enquanto subia na hierarquia doBradesco, ia adquirindo uma visão global da organização e percebia como se dava a interação do banco com o governo, com os demais agentes financeiros e com os clientes. Em 2.000, Agnelli chegou a presidência da Bradespar S/A, um dos cargos que acumulava quando chegou a presidência da Vale do Rio Doce.
CHEGADA À PRESIDENCIA DA CVRD:
Após a privatização da CVRD, a capacidade de negociação de...
tracking img