Estudo de caso acopa do mundo énossa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

3 CONCLUSÃO 11

REFERÊNCIAS 122




















1 INTRODUÇÃO
O planejamento estratégico é um importante instrumento de gestão para as organizações na atualidade. Constitui uma das mais importantes funções administrativas e é através dele que o gestor e sua equipe estabelecem os parâmetros que vão direcionar aorganização da empresa, a condução da liderança, assim comoo controle das atividades.
O objetivo do planejamento é fornecer aos gestores e suas equipes uma ferramenta que os municie de informações para a tomada de decisão, ajudando-os a atuar de forma pró-ativa, antecipando-se às mudanças que ocorrem no mercado em que atuam.
Uma empresa sem planejamento .corre o risco de se transformar em uma folha seca,que se move ao capricho dos ventos da concorrência. De fato, o administrador que não exerce a sua função enquanto planejador acaba por se concentrar excessivamente no operacional, atuando principalmente como um .bombeiro. que vive apagando incêndios, mas que não consegue enxergar onde está a causa desses incêndios (MICHAEL PORTER, 1989).
2 DESENVOLVIMENTO

A decisão da FIFA de escolher o Brasilcomo sede da Copa do Mundo de 2014 gerou muita polêmica entre os brasileiros. Alguns acham que a decisão fará bem ao Brasil, atraindo investimentos estrangeiros; outros acham que isso é uma irresponsabilidade.
Uma copa no Brasil terá aspectos "negativos" e positivos. Entre os aspectos mais citados como "negativos" podemos citar os altos gastos com a recuperação de estradas eestádios. A recuperação de estradas é um fator positivo, já que as estradas brasileiras há tempos estão precisando de investimentos para a sua recuperação. Já o gasto na recuperação dos estádios pode ser recompensado com a entrada de capitais de investimentos externos e de turistas.
Além disso, as obras para a recuperação de estádios e estradas gerarão muitos empregos no Brasil, que melhorarão acondição de vida de muitas pessoas. Há também os investimentos em segurança e saúde que, se bem aproveitados, podem durar depois da Copa e proporcionar melhores condições de vida para toda a população, deixando um legado importantíssimo.
Trata-se de uma questão de competência: se bem aproveitada, essa oportunidade trará inúmeros benefícios para o Brasil; mas se nossos políticos ficarem preocupadoscom as verbas envolvidas e se esquecerem da Copa, ela será um fracasso total e perderemos dinheiro e imagem. Aí que entra nosso papel de fiscalizar e cobrar os políticos por ações que beneficiem o país como um todo.
Não são somente os membros da comissão técnica, juízes e os jogadores que terão a oportunidade de impulsionar suas carreiras durante a Copa do Mundo de 2014, que acontecerá aqui noBrasil. Longe dos gramados, a estimativa é de que vagas de emprego sejam criadas, e não são somente nas cidades que sediarão o campeonato mundial.
Para se ter uma ideia da grandiosidade do evento para o mercado de trabalho nacional, uma pesquisa realizada pela FGV Projetos, a pedido da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), revelou que a Copa do Mundo de 2014 deverá gerar 3,6 milhões de empregosno Brasil.
E esses empregos não devem ser gerados somente no ano da Copa. De acordo com a consultora de Carreira da Catho Consultoria em RH (recursos humanos), Mayra Fragiacomo, agora, cinco anos antes do evento, o mercado de recrutamento já está se movimentando, estimulado pelas empresas brasileiras.
O curso de marketing havia dado novas ferramentas para que Gil melhorasse os serviços da ZZZ.Com o vento a favor, Gil queria crescer ainda mais. Ambicioso, Gil sonhava alto. Sabia que precisava estar atento ao mercado, devia antecipar-se aos concorrentes e surpreender os clientes. Enquanto pensava em uma nova estratégia para a ZZZ, Gil foi bombardeado com as notícias sobre a Copa do Mundo de 2014. Economistas, esportistas, governo federal, estadual, investidores estrangeiros,...
tracking img