Estudo comparativo entre os efeitos do tanino e de um coagulante convencional sobre a filtração rápida usada no tratamento de água para abastecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4966 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
23º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

I-066 - ESTUDO COMPARATIVO ENTRE OS EFEITOS DO TANINO E DE UM COAGULANTE CONVENCIONAL SOBRE A FILTRAÇÃO RÁPIDA USADA NO TRATAMENTO DE ÁGUA PARA ABASTECIMENTO
Amanda Cristina Vieira Dias(1) Engenheira Química pela Universidade Federal de Minas Gerais e Mestre em Engenharia Química pela COPPE – UFRJ. Márcia Dezotti Química pelaUNICAMP – Mestre em Química pela UNICAMP. Doutora em Química pela UNICAMP. Pós Doutorado no PEQ/COPPE/UFRJ. Pós Doutorado NCSU/Carolina do Norte-USA. Professora Adjunta do Programa de Engenharia Química - COPPE/UFRJ, na área de Tecnologia Ambiental Giulio Massarani* Engenheiro Químico pela Escola Nacional de Química - Universidade do Brasil. Mestre pelo Department of Chemical Engineering - University ofHouston. Doutor pela Université Paul Sebatier de Tolouse. Professor Titular do Programa de Engenharia Química - COPPE/UFRJ, na área de Sistemas Particulados. * Falecido em Setembro de 2004. Endereço(1): Laboratório de Controle de Poluição de Águas – Programa de Engenharia Química/COPPE – Centro de Tecnologia – Bloco G, sala 115 – Universidade Federal do Rio de Janeiro – Ilha do Fundão – Rio deJaneiro – RJ – CEP: 21945-970 – Tel. (21) 2562-8347/8302 – e-mail: amandacvdc@uol.com.br RESUMO Neste trabalho buscou-se avaliar os efeitos da aplicação do tanino como coagulante primário sobre a filtração rápida descendente, comparando-o com o FeCl3.6H2O. A etapa de filtração foi realizada em colunas de vidro, operadas sob carga constante e tendo areia como meio filtrante. Cada filtro foialimentado com águas que tiveram a turbidez reconstituída através da adição, em água da rede de distribuição, de lodos sedimentados a partir da adição do coagulante em diferentes tipos de águas brutas. Antes de dosado, cada lodo foi caracterizado pela determinação de seus valores médios de diâmetro e densidade. As condições de alimentação da filtração foram fixadas em 4, 7 e 9 NTU. Para a água com 4 NTU, ofiltro teste (tanino) removeu 48 % da turbidez e 47 % da cor aparente; e o filtro referência (FeCl3.6H2O) apresentou remoções de 44 % da turbidez e 43 % da cor aparente. Os valores de remoção foram próximos na condição de baixa turbidez, assim como o comportamento da queda da taxa de filtração, e produziram filtrados de mesma qualidade com relação aos valores finais de turbidez e de cor aparente.O aumento da turbidez afluente, de maneira geral, não afetou a eficiência de remoção de partículas para o filtro teste, que apresentou baixa variação nos valores percentuais de remoção de turbidez e cor aparente; diferindo do filtro referência, cuja eficiência tendeu a aumentar. Com relação à qualidade do filtrado, nos dois filtros ocorreu aumento gradual da turbidez de saída. PALAVRAS-CHAVE:Coagulante, Tratamento de Água, Filtração Rápida Descendente, Tanino.

INTRODUÇÃO A perda da qualidade intrínseca das fontes de água doce torna necessária a utilização de quantidades cada vez maiores de produtos químicos para remoção de partículas suspensas e coloidais, de forma a adequá-las às características de potabilidade exigidas pela legislação vigente. Sais de ferro e alumínio são largamenteutilizados para este fim por serem de baixo custo e por se mostrarem efetivos na remoção de impurezas de diferentes naturezas. Apesar do bom desempenho, é crescente a preocupação a respeito das características do lodo gerado durante o tratamento devido à baixa qualidade destes sais. As descargas dos decantadores e as lavagens dos filtros são as maiores fontes geradoras de resíduos poluentes numaestação de tratamento de água (ETA) convencional. A filtração é a etapa responsável pela retenção das partículas floculentas não removidas nos decantadores, gerando um volume considerável de resíduo líquido durante o processo de retro-lavagem.

ABES - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental

1

23º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental A mudança de...
tracking img