Estruturalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4114 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Título: Estruturalismo, pós-estruturalismo, pós-Marxismo e elementos da Teoria do Discurso de Ernesto Laclau Léo Peixoto Rodrigues1

1. Introdução:

Este artigo busca resgatar o fio condutor que parte do surgimento, da consolidação, incluindo a crise do movimento estruturalista francês, e destaca seus principais argumentos teóricos e epistemológicos, sobretudo aqueles propostos pelalingüística, introduzidos nas Ciências Sociais, por Lévi-Strauss, que antevê a possibilidade de uma revolução nessa disciplina. Ao discutir a adesão de vários intelectuais ao movimento estruturalista, busca-se demonstrar que essa nova forma de teorizar constituía-se numa importante ferramenta intelectual para o momento histórico que estava sendo vivido pela sociedade francesa. Seguindo este mesmo fiocondutor, o artigo segue apresentando a emergência do pós-estruturalismo a partir do próprio interior do movimento estruturalista, originado da necessidade de maior aprofundamento teórico no que se refere aos seus pressupostos, nos anos próximos a 1968. Em outros termos, a crítica ao estruturalismo traz consigo a necessidade de uma desfundamentação, marca central da noção de estrutura, oriunda doconjunto conceitual proposto pela lingüística saussureana. Nesta articulação entre o estruturalismo e o pós-estruturalismo, o artigo busca localizar os elementos em ambos os movimentos, de uma teorização pós-marxista, vinculada sobretudo à teoria do Discurso, proposta por Ernesto Laclau, a partir de conceitos tais como ideologia, sobredeterminação e hegemonia.

2. O Estruturalismo: portador do gérmenpós-marxista

O termo estruturalismo passa a ser utilizado como um neologismo nas décadas de 20 e 30, a partir da existência do termo estrutura, cujos usos independentes em áreas distintas do conhecimento científico passam a se intercomunicaram. Dessas comunicações
1

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS; professor do Programa de Pós Graduação emCiências Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul- PUCRS

2 esparsas e contingentes, emergiria o desejo e a esperança de uma teoria geral que descrevesse, classificasse e explicasse as estruturas. A essa teoria dar-se-ia o nome de estruturalismo (Saint-Sernin 1998). O movimento estruturalista ganhou adesão a partir da II Guerra Mundial, tendo seu ápice nas décadas de 50 e 60 doséculo XX. Claude Lévi-Strauss transpôs a fundamentação epistemológica da noção estrutural, desenvolvida pela lingüística moderna, para o estudo da Antropologia. Lévi-Strauss, mesmo filiado a uma orientação teórica durkheimiana, volta-se para a perspectiva estrutural e, contrariamente a Durkheim, passa a privilegiar a pesquisa etnográfica em detrimento da pesquisa teórico-historicista. A partirde sua interação intelectual com Roman Jakobson, em Nova York, ele entra em contato com os trabalhos fonológicos que buscavam conhecer além dos simples fenômenos lingüísticos conscientes; ou seja, pretendiam apreendê-los em suas relações internas, estruturais. Segundo LéviStrauss, em uma de suas obras que marca a inclusão do estruturalismo como possibilidade de teorização nas ciências sociais,Antropologia Estrutural, Levi Strauss afirma que
No estudo dos problemas de parentesco [...] o sociólogo se vê numa situação formalmente semelhante a do lingüista fonólogo: como os fonemas, os termos de parentesco são elementos de significação; como eles só adquirem esta significação sob condições de se integrarem em sistemas; os ‘sistemas de parentesco’ (Lévi-Strauss, 1970, p. 51).

ParaLévi-Strauss, o mesmo sistema de relações desenvolvido pelo estruturalismo lingüístico poderia ser transposto para o conhecimento de outros fenômenos em diferentes áreas do conhecimento, possibilitando a unificação de disciplinas afins. A adoção do estruturalismo proporcionaria às ciências sociais, por um lado, um maior estatuto de cientificidade, no que diz respeito à possibilidade de generalização...
tracking img