Estrias atróficas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2272 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE BRAZ CUBAS
CURSO DE FARMÁCIA

ANA CAROLINA S. ALVES
KAMILA R. S. CONSTANTINO
LUDLENA RODRIGUES
MARIA JULIA L. SILVEIRA

ESTRIAS ATRÓFICAS

MOGI DAS CRUZES
Novembro/2012
ANA CAROLINA DE S. ALVES – RGM. 251597
KAMILA R. S. CONSTANTINO – RGM. 250569
LUDLENA RODRIGUES – RGM. 251365
MARIA JULIA L. SILVEIRA – RGM. 250292

ESTRIAS ATRÓFICAS

MOGI DAS CRUZES
Novembro/2012Sumário
1. INTRODUÇÃO 4
1.1 A pele 4
1.1.1 Epiderme 4
1.1.2 Derme 4
1.1.3 Hipoderme 5
1.2 Estrias 5
1.2.1 Estrias recentes 7
1.2.2 Estrias tardias 7
2. PREVENÇÃO 8
2.1.Ativos hidratantes 8
3. TRATAMENTO 10
3.1 Substâncias utilizadas no tratamento domiciliar 10
4. NOVOS LANÇAMENTOS 14
5. CONCLUSÃO 15
6. REFERÊNCIAS 16

1. INTRODUÇÃO

1.1 A pele

Apele compõe-se de três camadas: epiderme, derme e hipoderme (tecido subcutâneo ou adiposo). De permeio a essas estruturas, encontram-se vasos, nervos e terminações nervosas, além de anexos cutâneos (ROTTA, 2008).

1.1.1 Epiderme

É constituída de células disposta em camadas: basal, corpo mucoso, granulosa e córnea, nas regiões palmoplantares existe uma quinta camada situada entre agranulosa e a córnea (estrato lúcido). Os melanócitos dispõem entre as células da camada basal. As demais células, componentes das demais camadas recebem a denominação de queratinócitos. Os queratinócitos germinativos migram em direção ao meio exterior, sofrendo diferenciação progressiva até atingirem a camada córnea. Além dos queratinócitos existem dois outros tipos de células epidérmicas,dendríticas: células de Langerhans (células de função imune) e melanócitos (responsáveis pela síntese e secreção de pigmentos) (ROTTA, 2008).

1.1.2 Derme

De origem mesodérmica apresenta espessura 15 a 40 vezes maior que a epiderme. Divide-se em duas porções: Derme papilar ou perianexial (fina) e derme reticular (grossa). A derme papilar é composta por colágeno fino, fibras elásticas delicadas ecapilares imersos em abundante substância fundamental. A derme reticular é composta por espessas fibras de colágeno paralelas à superfície e fibras elásticas mais espessas que a derme papilar (ROTTA, 2008).
O fibroblasto é o elemento celular responsável pela produção das fibras e da substância fundamental (ácido hialurônico, condroitina e dermatan sulfato), parecendo ter também funçõescatabólicas. Sintetiza as fibras reticulares, colágeno jovem e mais estreito que as fibras maduras. Sintetiza também as fibras elásticas, que existem em pequena proporção na derme (2%) (ROTTA, 2008).
Há uma rica microcirculação que afluem à pele e distribuem-se basicamente em dois plexos: profundo, de onde saem vasos comunicantes ao plexo superficial, de onde emergem as alças capilares subpapilares, ambasparalelas à superfície. As alterações do fluxo vascular parecem exercer papel importante nos processos inflamatórios (ROTTA, 2008).
São inúmeros os receptores sensitivos cutâneos, tanto encapsulados, como não encapsulados, transmitindo ao S.N.C. sensação de pressão, tato, dor e temperatura (ROTTA, 2008).

1.1.3 Hipoderme

Compõe-se de dois elementos básicos: lipócitos e feixesconjuntivos. É um órgão de reserva calórica, é totalmente influenciável pela ingestão alimentar e por exercícios físicos (ROTTA, 2008).

1.1 Estrias

As estrias são atrofias da pele, resultantes da ruptura das fibras elásticas da derme, causando uma espécie de “cicatriz” na epiderme (SILVA E CASTRO, 2009).
A lesão começa com uma fase inflamatória caracterizada por eritema violáceo e discretoedema, parecido com vergões. Com o passar do tempo, as estrias ficam esbranquiçadas como um papel de seda (Rebonato, et al., 2009).
Nas estrias rosadas ou iniciais, predomina o caráter inflamatório, coloração róseo-avermelhada. Nas estrias atróficas, predomina estrias com depressão central e hipocromia, porém com anexos da pele ainda preservados (pelos, glândulas sudoríparas e sebáceas. No...
tracking img