Estrela flamigera

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1120 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A G.:D.:G.:A.:D.:U.:

ESTRELA FLAMÍGERA

É um pentagrama, ou seja, uma estrela composta por cinco retas e que possui cinco pontas.
Também conhecida como Estrela Flamejante ou Estrela Flamante ou Estrela Homonial. O seu sentido mágico alquímico e cabalístico e o seu aspecto flamejante foram imaginados pelo teólogo, médico e cabalista Cornélio Agrippa de Nettesheim (1486-1533), professor emdiversas cidades europeias. Dizia ele: “a magia permite a comunicação com o superior para dominar o plano inferior. Para conquistá-la seria necessário morrer para o mundo (iniciação)”.
Num dos mais antigos significados do pentagrama, os Hebreus designavam como a Verdade, para os cinco livros do Pentateuco (os cinco livros do Velho Testamento, atribuídos a Moisés). Na Grécia Antiga, era conhecidocomo Pentalpha, geometricamente composto de cinco As.
O pentagrama também é encontrado na cultura chinesa representando o ciclo da destruição, que é a base filosófica de sua medicina tradicional.
A geometria do pentagrama e suas associações metafísicas foram exploradas por Pitágoras e posteriormente por seus seguidores, que o considerava um emblema de perfeição. Importa saber que ospitagóricos a usavam para representar a sabedoria (sophia) e o conhecimento (gnose) e provavelmente empregavam no interior do pentáculo a letra gama, de gnosis. A geometria do pentagrama ficou conhecida como A Proporção Divina, que ao longo da arte pós-helênica, pôde ser observada nos projetos de alguns templos. Era um símbolo divino para os druidas. Para os celtas, representava a deusa Morrighan (deusaligada ao Amor e a Guerra). Para os egípcios, era o útero da Terra, mantendo uma relação simbólica com as pirâmides.
Os primeiros cristãos tinham o pentagrama como um símbolo das Cinco Chagas de Cristo. Desse modo, visto como uma representação do misticismo religioso e do trabalho do Criador. Também era usado como símbolo da comemoração anual da visita dos três Reis Magos ao menino Jesus. Ainda, emtempos medievais era usado como amuleto de proteção contra demônios.
Como podemos observar, a estrela de cinco pontas é encontrada desde as milenares culturas Egípcia, Hebraica, Greco-Romana, Romano-Cristão, Chinesa, assim como nos estudo de Pitágoras, sendo-lhe atribuído os mais diversos significados. E tendo uma estrutura simbólica e ritualística, a Maçonaria reconhece heranças procedentesdessas diversas tradições e culturas, com as quais teve contato durante a sua existência, sobretudo no que se refere aos símbolos cosmogônicos relacionados com a construção.
A tradição Egípcia merece destaque especial dos escritores maçônicos. Os egípcios adoravam Sirius como um de seus mais importantes deuses. Sirius é a estrela mais brilhante do céu, também conhecida como “estrela-cão” por ser aprincipal estrela da constelação “Cão Maior”. Os egípcios construíram vários templos em dedicação a Sirius e há indícios de que Sirius serviu de base para o calendário egípcio.
Essa influencia egípcia fica clara no livro “Atos” (7:43) – “Antes tomastes o tabernáculo de Moloque e a estrela do vosso deus Renfã, figuras que vós fizestes para as adorar. Trasportar-vos-ei, pois, para além daBabilonia”. Renfã era um dos nomes pelos quais os egípcios chamavam Sirius. O Antigo Testamento contém várias outras passagens que citam o deus Moloque (um deus que possuía uma estrela como símbolo). Pois bem, nos livros de “Reis I” e “Reis II”, ninguém menos do que o Rei Salomão edifica um altar em homenagem a Moloque o qual como sabemos, tinha uma estrela como símbolo, por ser a estrela mais brilhantedo céu. Os livros relatam que Salomão construiu o templo ao deus Moloque e ao deus Quémos em abominação aos filhos de Amom e aos moabitas, respectivamente.
Já não mais forte como antes e velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses e o fizeram dividido entre sua sabedoria e a beleza de suas mulheres e concubinas. Enfim, Salomão misturou assuntos da matéria com...
tracking img