Estratégias para sustentabilidade nas áreas rurais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1619 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTRATÉGIAS PARA A SUSTENTABILIDADE EM ÁREAS DE TURISMO EM ESPAÇO RURAL

Bruna Filipa Soares Anacleto
Marisa da Silva Rocha

RESUMO
Este trabalho apresenta primeiramente dados recolhidos acerca da definição e percentagens sobre turismo em espaço rural, apresentando de seguida estratégias, propostas por vários autores, sobre medidas que possam garantir ou promover a sustentabilidade nasáreas rurais. Entre essas medidas, estão sugeridas a ferramenta do “turismo”, o marketing e o mecanismo de desenvolvimento limpo.

PALAVRAS-CHAVE: turismo em espaço rural, sustentabilidade, marketing, MDL

INTRODUÇÃO
Nos tempos em que o sector do turismo torna-se cada vez mais incrementado numa economia que procura manter-se acima, o turismo em espaço rural tem vindo a conhecer uma crescenteprocura que se avizinha ser cada vez maior.
No entanto, não poderemos nunca esquecer que apesar desta subida razoavelmente rápida, devido à necessidade de fuga da rotina dos centros urbanos, o que poderá garantir a continuada exploração deste tipo de turismo é uma gestão sustentável do mesmo para que os recursos não se esgotem nem se percam.
Assim, pretendem-se conhecer várias medidas/estratégias quepossam pôr em prática a necessidade com que estas áreas rurais cada vez mais se deparam: garantir os recursos, garantir a sustentabilidade, para promover o uso continuado.
1.1 DEFINIÇÃO DE TURISMO EM ESPAÇO RURAL
O Turismo Rural é visto como um instrumento de desenvolvimento das áreas rurais e tenderá a crescer. Segundo LANE (1994) o Turismo Rural deveria cumprir vários critérios: estarlocalizado em áreas rurais, ter características específicas do mundo rural, de pequenas escala e ter uma natureza tradicional e evoluir de forma controlada.
Segundo a OMT o Turismo Rural deverá ser responsável por 35% do Turismo Mundial, apesar de nos dias de hoje se situar nos 15%. Este tipo de Turismo deverá ser uma actividade que se fundamente do uso sustentável de recursos naturais, mas comfins sócio-económicos.
Em Portugal, 30% dos turistas que viajam nas férias deslocam-se para o interior o que se traduz numa média mais elevada do que nos principais países da Europa (MARCO ANTÔNIO VEZZANI, 2008, p. 28 ).
1.2 O CASO ESMABAMA
EDGAR ALEXANDRE DA CUNHA BERNARDO, (2009,P.10 ) define “Desenvolvimento Sustentável” como o desenvolvimento sem comprometer as gerações futuras. Porém,diferencia o conceito de Desenvolvimento Local como um sistema produtivo capazes de gerar rendimentos crescentes mediante a utilização dos recursos disponíveis.
O mesmo autor, refere o exemplo da Associação Esmabama, como um caso de associação livre, de cariz comunitário e local que refere a vitalidade do papel humano na sustentabilidade, ou seja, a comunidade assume o desenvolvimento como umanecessidade e é “capaz de levar a cabo tais acções por sua própria conta” ( ERNESTO, 2003, P.60 ).
1.3 O CASO DOS FOGOS FLORESTAIS
Outro caso, referido por ANTÓNIO SANTOS VELOSO ( 2003, P. 1 ), que refere o caso dos fogos florestais como impulsionadores de uma mudança radical, consciencialização e gestão de espaços rurais e naturais, constituindo as condições para a sustentabilidade deste tipo deTurismo. Para tal, o turismo, o lazer, a caça e a pesca, quando realizados de forma sustentável constituem actividades indispensáveis à viabilização dos novos modelos de desenvolvimento e de ordenamento como também à conservação de recursos naturais.
Assim, deverão ter prioridade as actividades que valorizam o património natural e construído bem como o enquadramento paisagístico. Torna-se igualmenteindispensável à sustentabilidade deste tipo de Turismo, o emprego e os rendimentos resultantes do mesmo.
1.4 O ENVOLVIMENTO COM AS ACTIVIDADES RURAIS
Para MARCO ANTÔNIO VEZZANI, ( 2008, p. 30 ), o desafio, neste tipo de Turismo é conciliar a produção com essas mesmas actividades. Para que tal seja eficaz deverá ser ecologicamente correcto, economicamente viável, ser socialmente justo e...
tracking img