Estoque de segurança

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma proposta para o processo de definição do estoque de segurança de itens comprados em empresas que fabricam produtos complexos sob encomenda
João Henrique Lopes Guerra

Resumo
A definição do Estoque de Segurança costuma seguir critérios puramente qualitativos, muitas vezes sem nenhum fundamento ou puramente quantitativos, em que o conhecimento de pessoas-chave não é aproveitado. Com base naexperiência prática do autor e com o apoio da literatura, propõe-se neste trabalho um modelo para a definição deste parâmetro com base nestes dois critérios, conjuntamente. Espera-se que ele possa subsidiar as decisões relacionadas à definição do Estoque de Segurança de itens comprados em empresas que fabricam produtos complexos sob encomenda, nas quais este tipo de item responde pela maior partedo custo do produto final. Incertezas existentes nos ambientes interno e externo destas empresas tornam necessário este tipo de estoque em muitas situações.
Palavras-chave: Estoque de Segurança. Produção sob encomenda. Produtos complexos.

1 Introdução
O entendimento de um sistema organizado passa necessariamente pela constatação de que um fluxo de recursos é sempre acompanhado por um fluxode informação responsável pelo seu controle. A evolução dos sistemas produtivos e, de forma mais geral, das próprias estruturas administrativas das empresas, consubstanciadas nas mudanças estratégicas que suas principais funções (marketing, produção, compras, etc.) têm sofrido ao longo do tempo, trouxe como resultado uma crescente necessidade de acesso a informações integradas. Os sistemas MRP(Material Requirements Planning) e MRP II (Manufacturing Resources Planning), que apareceram respectivamente nas décadas de 60 e 80 (HOPP; SPEARMAN, 2004), passando para um novo estágio do seu processo evolutivo, transformaram-se mais recentemente, na década de 90, em um sistema completo de gestão da empresa, agregando ao planejamento dos materiais e dos recursos relacionados à capacidade produtiva umleque de opções que permite o armazenamento, a geração e o gerenciamento de informações relacionadas a todos os recursos e funções da empresa. Os sistemas ERP (Enterprise Resources Planning; ver, por exemplo: CORRÊA; GIANESI; CAON, 2007), da mesma forma como ocorreu com os dois anteriores, têm sofrido ampla
Gest. Prod., São Carlos, v. 16, n. 3, p. 422-434, jul.-set. 2009

disseminação em todoo mundo, contribuindo para que as empresas que os desenvolvem e os comercializam estejam situadas entre as de maiores receitas na indústria de software (caso da SAP e da Oracle). Os benefícios potenciais relacionados ao uso de um sistema ERP, incluindo o aumento da lucratividade da empresa (HENDRICKS; SINGHAL; STRATMAN, 2007), não dependem apenas de um bom orçamento disponível e de um processo deimplantação bem planejado e executado, pois este processo, embora geralmente árduo, é completado em alguma data e o sistema, então, é colocado em operação. Uma questão crítica durante a implantação do sistema refere-se à qualidade dos dados (XU et al., 2002). Estando o sistema já implantado, esta questão perdura (PARKY; KUSIAK, 2005). Durante a operação, um calcanhar de Aquiles refere-se aoprocesso de manutenção (ou atualização) dos dados que funcionam como combustível do sistema. Englobam-se neste processo todas as atividades necessárias para garantir a qualidade destes dados, sem os quais as informações de saída do sistema deixariam de ser válidas (confiáveis). Neste contexto, cabem duas observações: a primeira é que este processo, nos casos em que depende de atividade humana, pode servulnerável e complexo; a

Uma proposta para o processo de definição do estoque de segurança...

423

segunda é que, intrinsecamente relacionada ao processo, existe uma decisão sobre a frequência da atualização dos dados. Um caso clássico refere-se ao parâmetro Estoque de Segurança (ES). Quando uma empresa decide manter um ES, na prática o que ela está decidindo é obter do fornecedor (no...
tracking img