Estilos de aprendizagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3307 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Estilos de aprendizagem: em busca das diferenças individuais Lia Cristina B. Cavellucci

A escola que freqüentamos, baseia-se no modelo educacional ainda predominante no nosso país, o da educação homogênea. À primeira vista esta visão pode parecer justa, mas se refletirmos um pouco mais, lembrando de algumas situações vividas por nós mesmos durante a vida escolar, podemos encontrar indícios deque a educação homogênea não atinge a todos de forma igual e eqüitativa. Ao contrário, lutamos o tempo todo para adaptarmo-nos a um modelo de aprendizagem que freqüentemente não nos serve; tentamos desenvolver estratégias para lidar com essa dificuldade e aprendemos a conviver com o fracasso e os rótulos impostos pelas avaliações. Sabemos que as pessoas diferem umas das outras em vários aspectos,uns mais visíveis e outros nem tanto, como é o caso da aprendizagem. Cada um de nós é um ser único. Por isso, não podemos compreender como as pessoas aprendem somente baseando-nos em teorias de educação, a maioria delas, tratando a aprendizagem como um processo vivenciado por todos da mesma maneira. Elas procuram o que todos temos em comum quando aprendemos. Não se trata de negar as valiosascontribuições destas teorias para uma compreensão mais geral dos processos de aprendizagem, mas queremos ir além, procuramos entender no que diferimos uns dos outros quando aprendemos. Vivemos hoje em um mundo de muitas mudanças ocorrendo em uma velocidade crescente. Neste contexto, nossas vidas profissional e pessoal dependem mais e mais de nossa capacidade de adaptação. Por isso, nossos objetivos deaprendizagem devem incluir sermos eficientes aprendizes ao longo da vida. E só conseguiremos isto, se nos dedicarmos a compreender como aprendemos e como podemos melhorar nosso desempenho como aprendizes. Fatores de diversas naturezas, como: físico, ambiental, cognitivo, afetivo, cultural e sócio-econômico influenciam este processo, algumas vezes positivamente e outras negativamente. Entender comoestes fatores nos afetam, conhecer nossos próprios

1

processos de aprendizagem e aprendermos como aprender, devem ser nossas principais armas para conseguirmos a flexibilidade necessária a essa nova realidade, porém o caminho para atingirmos este objetivo é tão individual quanto o processo de aprendizagem em si. Piaget (1972), embora postulasse os estágios de desenvolvimento cognitivoatrelados a faixas etárias em crianças e adolescentes, revê as questões relativas ao desenvolvimento cognitivo durante a passagem da adolescência para a fase adulta, admitindo que não se pode generalizar suas conclusões para todos os sujeitos, confirmando a existência de diferenças individuais no ritmo do desenvolvimento. De uma maneira geral ele atribui à qualidade e quantidade de estimulaçãointelectual recebida dos adultos durante a infância e adolescência, a fatores internos ao sujeito e à vivência em ambiente de cooperação. A partir da adolescência o desenvolvimento ocorre na direção da especialização, das aptidões e interesses individuais. Esta revisão de Piaget deu-se a partir de evidências encontradas por outros pesquisadores em experimentos realizados com sujeitos de países eambientes sociais diferentes dos considerados por ele – alunos das melhores escolas de Genebra – confirmando que nem todas as pessoas atingem o estádio das operações formais em torno dos quinze anos. Outras estudiosas (Moreno, Sastre, Bovet e Leal, 2000) reforçam a necessidade de uma visão mais individualizada. Consideram que o trabalho de Piaget procura constantes nas estruturas de pensamento, não seaplicando necessariamente a todos os sujeitos. Argumentam que isso depende do contexto. Advertem também que ele não considerou o conteúdo – mudando o conteúdo, muda o estádio e isso não tem nenhuma ligação com idade. Atribuem ao processo de construção do conhecimento um caráter não linear e individual. Partindo da idéia de que cada “[...] indivíduo constrói modelos da realidade que lhe permitam...
tracking img