Estilo lobatiano

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1447 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Estilo Lobatiano
Nas Obras de Monteiro Lobato, percebemos que ele faz o uso frequente da fantasia e da realidade, na ficção de Lobato não há nenhuma fronteira ente o real e o maravilhoso, possível e o impossível, tudo é possível em suas narrativas. Dentro de suas obras infantis ele faz acontecer coisas inesperadas, com toda naturalidade, sem justificar, sem dizer como de fato aconteceu.No início da saga do Sítio do Picapau Amarelo, é com muita naturalidade que o narrador onisciente, onipresente e onividente dessa obra fantástica, começa á beira da água, em um rio indeterminado, e indefinido existente no Sítio, levando ao leitor para o caminho do encantamento onde não a separação entre o real e o imaginado.
Monteiro Lobato conduz esse processo, em suas narrativas ashistórias e aventuras vividas pelas personagens do Sítio , ao ler, ele faz com não possamos distinguir o real no âmbito da imaginação, como se não houvesse diferença nem separação entre esses dois mundos.
Nas aventuras dos personagens do Sítio, o mundo real é habitado pelos personagens para outros mundos, depende de instintos idôneos, como viajar a Grécia de Péricles? Como ir a Via Láctea ? ,para que isso aconteça é preciso utilizar um meio de transporte. È então que Monteiro Lobato se vale de alguns artifícios, o pó de pirlimpimpim, que transporta de um lugar para outro, vencendo o espaço, um segundo elemento, que os transporta para outro tempo, vencendo as barreiras temporais, o faz de conta, que suprime as impossibilidades de acontecimentos, e o super pó, inventado pelo sabugo demilho Visconde de Sabugosa em O Minotauro, que o faz ir para qualquer lugar, desde que desejado. Então, o elemento pó é um instrumento de transporte, através do espaço e do tempo e o faz de conta é supressor de impossibilidades.
A personagem Emília sempre utilizava o faz de conta quando se via diante de uma dificuldade, recorrendo a ele o que muitos achavam impossível se realizava numpiscar de olhos. No ano de 1920 , Monteiro Lobato publica seu primeiro livro, A menina do narizinho arrebitado. Os personagens presentes nessa obra são: Avó Dona Benta, a Negra tia Nastácia, a neta órfã Lúcia e sua inseparável boneca de pano, Emília, que vivem tranqüilas lá no fundo do grotão, sem aborrecimentos. Com está obra magnífica o autor deu a literatura infantil um novo gênero, outra proposta,a crítica foi muito positiva em seu primeiro livro, com isso ele criou outras obras criativas e vivas:
Por ele a criança criará gosto pela leitura, sentirá que o livro não é apenas um instrumento de disciplina, mas um campo maravilhoso para expansão de um mundo interior, reprimindo ou apenas pressentindo. È um livro que estimula a vida, que fecunda a imaginação, que desperta a curiosidade.(Ataíde,1921)
Lobato sem dúvida é o grande fundador da literatura infantil no Brasil, faz sucesso até hoje com seus pequenos leitores, e esse sucesso não é apenas pela sua imaginação fértil, ao inventar personagens e tramas cheias de criatividade e de humor inteligente. Como em sua grande obra seu mérito está na perfeita reciprocidade entre a matéria literária, as ideias , os valores que servem parafortalecimento e as composições de época em que ela foi escrita. Quando Lobato projetou o Sítio do Picapau Amarelo , idealizou um lugar de liberdade, liberdade de ser, de fazer, de ativar de pensar sobretudo e de tomar atitudes. O Sítio é um lugar mágico que encanta á todos, a vida lá é mistura de realidade e fantasia, podemos afirmar que no sítio se vive para duas coisas: brincar e aprender, a vidalá é só isso.
Lobato com seu método inovador de escrever insere histórias fantásticas e ao mesmo tempo são introduzidos em suas obras, ensinamentos, instruções e informações destinadas a ensinar a criança com situações de diversão e várias brincadeiras. Com toda essa expressão, no ambiente escolhido para ser cenário de suas obras, vemos a preocupação e a visão de Lobato sobre a...
tracking img