Estigmas das favelas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1126 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTIGMAS DA FAVELA
UM OLHAR SOBRE A TRANSFORMAÇÃO HISTÓRICA DO CENÁRIO CARIOCA DESDE A ABOLIÇÃO

NITERÓI
ABRIL DE 2013

“ Eu sei que já faz muito tempo, que a gente volta aos princípios
Tentando acertar o passo,usando mil artifícios 
Mas sempre alguém tenta um salto, e a gente é que paga por isso, oh! 
Fugimos prás grandes cidades, bichos do mato em busca do mito 
De uma nova sociedade,escravos de um novo rito 
Mas se tudo deu errado, quem é que vai pagar por isso? 
Quem é que vai pagar por isso? Quem é que vai pagar por isso? 
Quem é que vai pagar por isso? (...)
A favela é a nova senzala, correntes da velha tribo 
E a sala é a nova cela, prisioneiros nas grades do vídeo 
E se o sol ainda nasce quadrado, e a gente ainda paga por isso 
E a gente ainda paga por isso, e agente ainda paga por isso 
E a gente ainda paga por isso (...)
Eu não quero mais nenhuma chance, eu não quero mais revanche (...)”
LOBÃO
O nome de uma favela pode ter raízes poéticas (Babilônia), religiosas (Santa Marta) ou geográficas (Grota), mas tem sempre uma explicação. O termo “favela” nasceu no final do século XIX, com a chegada de cerca de dez mil ex-combatentes da Guerra de Canudos,com a promessa de ganhar casas na então Capital Federal. Com os entraves burocráticos que atrasaram a construção dos alojamentos, estes ocuparam provisoriamente as encostas do morro, e a batizaram de Morro da Favela, pois este era o nome do local que serviu de base para o acampamento dos soldados republicanos próximo a Canudos e que tinha um tipo de arbusto típico do sertão Nordestino, chamadofaveleiro. Hoje, o Morro da Favela é também conhecido como Morro da Providência. Com o passar do tempo, o termo favela passou a ser a classificação de qualquer conjunto de barracos aglomerados sem traçado de ruas ou acesso a serviços públicos, sobre terrenos públicos ou privados, invadidos e ocupados.

Vemos então, que a história das favelas, que hoje já possuem nova denominação com o uso do termo“comunidade”, está ligada ao término do período escravocrata. Sem posse de terras e sem opções de trabalho no campo, muitos dos escravos libertos deslocaram-se para o Rio de Janeiro. O grande contingente de famílias em busca de moradia e emprego provocou a ocupação informal em locais desvalorizados, de difícil acesso e sem infra-estrutura urbana.

Cabe agora perguntarmos que significado teve aabolição em termos sociais, mais especificamente para o negro escravo? Teria ela significado realmente a libertação? (...) Na região Sudeste, nas áreas em que a lavoura açucareira estava em decadência, os ex-escravos tiveram oportunidade de se estabelecer e cultivar sua pequena “roça”. Esses casos foram, no entanto, uma exceção. A regra geral foi a não integração do negro à sociedade. (...) Os planosabolicionistas em relação a integração do escravo não se concretizaram. Os negros foram atirados no mundo dos brancos sem nenhuma indenização, garantia ou assistência. A grande maioria deslocou-se para as cidades, onde os aguardava o desemprego e uma vida marginal. O que deveria ser um desajustamento transitório, transformou-se num desajustamento estrutural, reforçando assim o preconceito racial.(...) A abolição, na medida em que não promoveu a integração social do escravo, reafirmou a idéia de inferioridade do negro, o que contribuiu ainda mais para a sua marginalização.( ALENCAR, Francisco et al. História da Sociedade Brasileira, Rio, 1979, p. 180)

Com a proclamação da República em 1889, vieram diversas mudanças de ordem econômica, social, política e cultural. Em meio a estasmudanças, o Rio de Janeiro foi perdendo as feições coloniais e ganhando status de moderna metrópole capitalista. Houve um crescimento demográfico intenso e escravos libertos, migrantes e imigrantes se concentraram no centro, onde buscavam trabalho e moradia. É neste momento que surgem e se multiplicam as habitações coletivas, mais conhecidas como cortiço.

Essas habitações se deram em construções...
tracking img