Estetica kantiana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (819 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A subjetivacao da estetica pela critica kantiana


A doutrina kantiana do gosto e do genio


Caraterizacao transcendental do gosto
O proprio kant percebeu como se fosse umaespecie de upresa espiritual o facto de que, juntamente com o que se subordena ao gosto, abre-se-lhe um momento aprioristico que vai alem da universidade empirica. A critica do juizo resultou dessaintuicao. Ja nao é mais uma mera critica do gosto, no sentido em o gosto é objecto de julgamento critico atraves do outro. É critica da critica, isto é, indaga a respeito dos direitosde um talcomportamento criticosobhre questoes de gosto. Ai nao se trata mais de meros principios empiricos, que legitimam um gosto abrangente e dominante como por exemplo, a pergunta favorita sobre as causas dadiversidade do gosto, trata-se, porem, de um genuino a priori, que devera justifica, como tal e sempre a possibilidade da critica. Em que pode residir um tal a priori?

É claro que a validade do belo naose deixa derivar e comprovar a partir de um um principio unversal. Ninguem duvida quev as questoes de gosto nao podem ser decididas atraves de uma argumentacao e demostracao. Da mesma forma é claro queo bom gosto jamais ha possuir uma real universalidade empirica, pois que o apelo ao gosto dominante ignoraa genuina natureza do gosto. Ja vimos que, de caordo com seu proprio conceito, nao se devesubmeter cegamente e simplesmenteimitar medianidade de padroes dodominantes e de modelos selecionados. No ambito do gosto estetico, o modelo e a amostra têm, de fato, sua funcao preferencial, mas, comoKant diz correctamente, nao na forma da imitacao, mas do seguimento. O modelo e o exemplo dao ao gosto um indicio para seguir o seu proprio caminho, mas nao lhe retiram a tarefa propria. Pois o gostotem de ser uma capacidade de si mesmo.

Por outro lado o nosso esboço historico- conceitual suficientementenitido que, quanto ao gosto, nao é a preferencia particular que decide, porem exige-se...
tracking img