Estenose lombar - estudo de caso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO CATARINENSE - FACVEST
CURSO DE FISIOTERAPIA
WILLIAM GABRIEL ROSA




















RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO






















LAGES
2012
WILLIAM GABRIEL ROSA
























RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIOTrabalho de graduação apresentado ao Estágio Supervisionado I, do curso de Fisioterapia, do Centro Universitário Catarinense – FACVEST.


Profª: Jessica Matsui





LAGES
2012

INTRODUÇÃO



Durante o período de Fevereiro a Julho de 2012, permanecemos na clínica escola do Centro Universitário Catarinense - FACVEST, realizando os atendimentosno estágio de Fisioterapia, sob a supervisão da orientadora Jessica Matsui.
Foram utilizadas técnicas de cinesioterapia, terapia manual e eletroterapia durante esse período com pacientes de diferentes patologias.
O caso escolhido para este estudo foi da paciente R. A. S, 70 anos, dona de casa, sedentária, nega fatores de risco como tabagismo, etilismo, porém apresenta um quadro dehipertensão; com diagnóstico clínico de Estenose Vertebral Lombar. Teve início do tratamento fisioterapêutico no dia 10 de Março de 2012, tendo seu último atendimento realizado no dia 06 de Julho de 2012, totalizando 11 atendimentos.
A estenose lombar pode ser definida genericamente como qualquer tipo de estreitamento sintomático do canal vertebral, dos canais das raízes nervosas ou dos túneisdos forames intervertebrais (Medeiros at al., 2009).



ESTENOSE CANAL VERTEBRAL LOMBAR

A estenose de canal vertebral lombar é uma doença da coluna vertebral estreitamente relacionada ao envelhecimento humano, pois tem como causa a doença degenerativa dos discos intervertebrais e artrose das facetas articulares posteriores da coluna vertebral, com consequente estreitamento do canalvertebral (Brandt at al., 2008).
  A principal característica da estenose do canal vertebral lombar é a claudicação neurogênica, que pode estar associada a crises de lombalgia, com rigidez matinal e piora após repouso prolongado, em razão da osteoartrose das facetas articulares. (Wajchenberg at al., 2008).
O conceito de estenose do canal vertebral é baseado no fato de que um espaço mínimo énecessário para o funcionamento normal das estruturas nervosas do canal vertebral, e que este espaço, sob certas circunstâncias, se torna estreito. (Hartmann at al., 2005).

FISIOPATOLOGIA

Estenose lombar é uma das patologias mais frequentes tratada, como um resultado do envelhecimento da população. Estenose congênita, estenose lombar degenerativa conjunção com o colapso do disco e artrosedas facetas são o razões principais. Numa fase inicial do processo degenerativo, a estenose do canal é muitas vezes dinâmica com dor radicular transitória. (Le Huec at al., 2006).

Quanto às causas da estenose do canal vertebral, existem três tipos:
• Estenose congênita: notada em pacientes com acondroplasia, possui causa idiopática;
• Estenose adquirida: causadaprincipalmente por degeneração discal e óssea, associada à espondilolistese.
• Outras causas são as lesões iatrogênicas, pós-traumáticas, metabólicas e tumorais;
A principal causa da estenose de canal vertebral é degenerativa, secundária ao desgaste das estruturas responsáveis pela sustentação e movimentação da coluna vertebral. (Brandt at al., 2008).
O exame não invasivo maisapropriado para o diagnóstico da estenose lombar degenerativa é a ressonância magnética (RM). A RM permite elucidar com bastante clareza o tipo e a localização da compressão, além de permitir afastar algumas patologias que fazem diagnóstico diferencial com a estenose lombar. A tomografia computadorizada avalia melhor as estruturas ósseas. A mielotomografia e a tomografia são úteis em pacientes que...
tracking img