Esteato-hepatite em pacientes obesos em salvador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1227 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Raíza Barros Couto

ESTEATO-HEPATITE NÃO-ALCOÓLICA EM INDIVÍDUOS OBESOS EM SALVADOR

Salvador
2011
Universidade Federal da Bahia – UFBA
Faculdade de medicina da Bahia – FAMEB
Módulo de formação em pesquisa I

ESTEATO-HEPATITE NÃO-ALCOÓLICA EM INDIVÍDUOS OBESOS EM SALVADOR



Salvador
2011
SUMÁRIO

INTRODUÇÃOA esteatose hepática caracteriza-se pelo acúmulo de gordura no fígado. Quando a quantidade desta esta ultrapassa 10% do peso hepático, estamos diante de um quadro de esteatose. Uma esteatose hepática leve normalmente não causa sintomas ou complicações. Porém, quanto maior e mais prolongado for o acúmulo de gordura, maiores os riscos de lesão hepática.

Quando há gordura em excesso e por muitotempo, as células do fígados podem sofrer danos, ficando inflamadas. Este quadro é chamado de esteato-hepatite ou hepatite gordurosa. Portanto, a esteatose hepática é um estágio anterior ao desenvolvimento da esteato-hepatite, onde a presença da esteatose está relacionada a uma inflamação no fígado. Se não tratado, pode evoluir para cirrose, um processo difuso de fibrose e formação de nódulos,acompanhando-se frequentemente de necrose hepatocelular. Em última análise, a cirrose é um estado de falência do fígado, um órgão nobre sem o qual não conseguimos sobreviver.

A principal causa de esteato-hepatite é o consumo de bebidas alcoólicas. Em geral, dividimos os casos entre esteato-hepatite alcoólica e esteato-hepatite não alcoólica. Esta última pode ter como causa a obesidade, mais de 70%dos pacientes com esteatose são obesos. O diabetes mellitus, o diabetes tipo 2 e a resistência a insulina também estão intimamente relacionados ao acúmulo de gordura no fígado. Além do colesterol elevado, principalmente níveis altos de triglicerídeos.

Este projeto foi desenvolvido a partir de questionamentos sobre a obesidade como causa da esteato-hepatite.

JUSTIFICATIVA

Na últimadécada, o "fígado gorduroso" tem sido alvo de grande interesse e investigação científica. Coincidindo com a epidemia de obesidade, observou-se um aumento na incidência de esteatose. Mais ainda, foi constatado que grande parte dos exames laboratoriais que mostravam destruição de células do fígado eram causados por uma hepatite associada a essa esteatose (esteato-hepatite). Estudos populacionaisdemonstraram ainda que provavelmente grande parte das cirroses previamente sem causa definida pode ser atribuída a esse tipo de hepatite.

A esteatose hepática é uma nova epidemia mundial, de caráter silencioso. Estima-se que 3% da população mundial seja portadora desta nova doença, ou seja, aproximadamente 180 milhões de pessoas. Se tal doença não for diagnosticada em tempo, tratada ou controlada, 8 a 26% dos pacientes portadores desta doença irão evoluir para cirrose hepática.

A obesidade é um dos fatores de risco para o desenvolvimento da esteato-hepatite, assim como os outros sintomas da Síndrome Metabólica. Pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde mostra que a obesidade aumentou nos brasileiros. Atualmente, 13% dos adultos são obesos, sendo que em Salvador, foco da pesquisa, esseíndice é de 12,2%.

Dessa forma, justifica-se a importância desta pesquisa, na elaboração de índices epidemiológicos no que diz respeito à correlação clínica entre a obesidade e a esteato-hepatite, já que a evolução deste quadro clínico pode ter consequências devastadoras para o fígado. Por ser o órgão em que ocorre a maior parte das reação metabólicas, qualquer disfunção do fígado, é de uma grandepreocupação.

OBJETIVOS

OBJETIVO GERAL

A principal expectativa para este estudo é identificar pacientes que possuem esteato-hepatite decorrente dos sintomas da Síndrome metabólica, com o objetivo de compreender os mecanismos envolvidos na relação etiológica entre essas duas condições patológicas.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Estimar o risco relativo do estudo caso controle, para...
tracking img