Estatudo associação futevolei

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1779 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO MARINGAENSE DE FUTEVOLEI

Capítulo I

DA DENOMINAÇÃO , SEDE , FINS E DURAÇÃO.

Art.1- A Associação Maringaense de Futevôlei, designada neste estatuto de AMFv, é uma sociedade civil , de direito privado de caráter exclusivamente desportiva , com personalidade jurídica e patrimônio próprio sem fins lucrativos . Será construída por entidades filiadas que pratiquemou venham praticar de fato e regularmente com eficiência todas as categorias e naipes da modalidade de Futevôlei , no município de MARINGA -PR.

Parágrafo único – A AMFv integra o SISTEMA BRASILEIRO DO DESPORTO nos termos inciso IV do Art.4 da lei 9.615 de 24 de marco de 1.998 , gozando de autonomia administrativa quanto à sua organização e funcionamento .

Art.2- A AMFv tem sede e foro na ruaProfessora Maria Cleusa M. Romano, 434 Jardim Santa Rosa na Cidade de MARINGA no Estado do Paraná , sendo ilimitado o seu prazo de duração.

Art. 3- A AMFv exercerá as suas atividades segundo o disposto neste Estatuto e na legislação pertinente, tendo por finalidade:

a) Desenvolver, orientar difundir no município de MARINGA - PR a prática do desporto, pugnando pelo progresso de suasfiliadas com vistas a melhoria da qualidade da prática desportiva.

b) Representar oficialmente o Futevôlei de MARINGA - PR na sua jurisdição.

c) Regulamentar e promover os campeonatos, torneios, competições e festivais desportivos no município sob sua jurisdição:

d) Promover ou permitir a realização de competições municipais, estaduais e regionais mediante autorização daConfederação Brasileira ou Federação Paranaense.

e) Zelar pela organização, harmonia e disciplina do desporto em todo o município de MARINGA - PR, promovendo as medidas necessárias à consecução dessa finalidade.

f) Informar aos filiados sobre as decisões através de nota oficial, das decisões do Sistema Brasileiro do Desporto, do CDDB, da Confederação e da Federação.

g)Regulamentar as inscrições dos atletas, bem como o processo de transferencia entre ligas ou associações, observadas as normas de transferencia, fazendo cumprir as exigências das leis Municipais, Estaduais e Nacionais.

h) Aplicar penalidades nos limites de suas atribuições, pelo não cumprimento de normas estatutárias legais;

Capitulo II

DOS SÓCIOS.

Art. 4 – São consideradossócios todos aqueles que, sem impedimentos legais, forem admitidos como tais, mediante o preenchimento de formulário próprio, e que sejam aprovados pela diretoria da Associação, e mantenham fiel obediência a este estatuto.

Art. 5 - Fica criado a categoria de sócio contribuinte.

Art. 6 - Será considerado sócio contribuinte aquele que sendo juízo da Diretoria, pagar contribuições por elaestipulada.

Art. 7 – somente terão direto a voto na Assembléia os sócios maiores de 21 anos, desde que não apresentem débitos na tesouraria.

Art. 8 - Os sócios com direito a voto poderão votar por procuração, passada individual a um dos demais com direito a voto.

Art. 9 - Os membros da sociedade não respondem subsidiariamente pelas obrigações sociais.

CapítuloIII – DA DIRETORIA

Art. 10 - A associação será dirigida por uma diretoria eleita em assembléia geral, para um período de (02) dois anos, podendo ser reeleita.

Art. 11 - A diretoria será composta dos seguintes cargos: Presidente, Vice-presidente, Secretário, Vice-secretário, Tesoureiro.

Art. 12 - Compete ao presidente além de outras obrigações legais e estatutárias:

a)Representar a Associação perante os órgãos e Administração Pública, ativa passiva, judicial e extrajudicialmente, podendo delegar poderes;
b) Administrar a Associação, assumindo o controle, dirigindo e fiscalizando todas a atividades e serviços.
c) Executar os atos administrativos, mediante autorização escrita sucessivamente numerada ainda que tenham caráter reservado...
tracking img