Estagios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (356 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A conta

Dois casais de amigos. Acabam de jantar num bom restaurante.
Um dos homens faz sinal para o garçom.
- Companheiro...
Faz o tradicional gesto de escrever no arcom uma caneta fantasma.
- A conta.
- Deixa comigo – diz o outro homem, levando a mão ao bolso de trás para pegar a carteira. O outro o detém.
- Pare. Não se mexa. A conta éminha.
- De maneira nenhuma.
- Sim, senhor. Faço questão.
- Que esperança. Pago eu.
- Pago eu e está acabado.
Quando chega o garçom, o outro dá um pulo e pega a contada sua mão.
- Epa, dá aqui.
- Não dou. Eu é que pago.
- Não banque o idiota. Me dá essa conta.
- Não dou.
- Quer fazer o favor?
- Não amola.
Asmulheres se divertem com a discussão. Uma delas sugere:
- Quem sabe a gente racha?
- Não. Fui eu que pedi a conta, eu é que pago. Dá aqui.
- Não dou.
- Se você tocar nestacarteira... (...)
O outro olha em volta. Todo o restaurante parou para acompanhar a briga. - Vocês são testemunhas. Eu tentei transigir e...
O outro aproveita e mergulha para pegar aconta. Os dois se engalfinham. Caem por cima da mesa. O garçom tenta apartar. Vem o gerente. - Senhores, por favor!
As pessoas erguem-se de suas mesas e se achatam contra as paredes. Os doisrolam pelo chão. Quando, finalmente são separados, o que pegou a conta do garçom levanta-se com a conta ainda na mão, triunfante. Com a outra mão pega uma cadeira e ameaça os que o cercam.
-Para trás. Para trás.
O outro está bufando.
- Me dá essa conta!
- Vem buscar! (...)
O gerente dirige-se para o telefone. (...)
Os dois entram na cozinha, agarrados.As duas mulheres vão atrás, implorando para que parem. Eles trocam socos e pontapés. (...)
Chega a polícia.


Luís Fernando Veríssimo. Festa da Criança. São Paulo, Ática, 2000....
tracking img