Estagio supervisionado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1668 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA
PROGRAMA ESPECIAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES
LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS


REJEIÇÃO DE TRANSPLANTES

DISCIPLINA: IMUNOLOGIA
PROFESSORA: Drª MARIA LÚCIA GARCIA SIMÕES

VITÓRIA DA CONQUISTA/ BA
MAIO DE 2012
REJEIÇÃO DE TRANSPLANTES
Em imunologia, a Transplantação é o termo usado ao ato de transferir células, tecidos ou órgãos de umlocal para outro. O desejo de realizar transplantes nasceu da compreensão de que era possível curar muitas doenças pela implantação de células, tecidos ou órgãos saudáveis de um indivíduo para outro.
A rejeição é o reflexo da resposta imunológica aumentada (inicialmente local) envolvendo, na maioria das vezes, os antígenos HLA do órgão transplantado
O desenvolvimento de técnicas cirúrgicas quepermitem uma fácil re-implantação de tecidos constituiu um importante avanço para o sucesso dos transplantes. São muitas barreiras a ultrapassar para que a transplantação de órgãos se torne um tratamento médico rotineiro. Uma dos principais motivos é a extrema escassez de órgãos. A maioria dos órgãos disponíveis é fornecida por vítimas de acidente e, em alguns poucos casos, por doadores vivos.Porém, existem mais pacientes a necessitarem de transplante do que órgãos disponíveis. A ação do sistema imunitário na rejeição de tecidos transplantados continua a ser um sério impedimento ao sucesso desta intervenção médica. O sistema imunitário desenvolveu elaborados e eficazes mecanismos para proteger o organismo do ataque de agentes externos e esses mesmos mecanismos provocam a rejeição dotransplante de qualquer indivíduo que não seja geneticamente idêntico ao receptor.Existe um caso específico de rejeição de transplantes onde o rejeitado é o hospedeiro, que é reconhecido pelo tecido transplantado como non-self. Esta reação é conhecida como Graft vs. Host.
O obstáculo da rejeição de transplantes tem vindo a ser solucionada com a utilização de agentes imunossupressores. Estes agentespoderão ser fármacos e anticorpos específicos desenvolvidos para diminuírem a resposta imunitária aos transplantes. Portanto, a maioria destes agentes tem um efeito imunossupressor global, sendo o seu uso a longo termo deletério. Novos métodos de indução de tolerância específica ao transplante, sem suprimir outras respostas imunitárias estão a ser desenvolvidos, prometendo uma maior sobrevivência dostransplantes sem comprometer a imunidade do receptor.
Tipos de Transplante
A intensidade da resposta imune poderá variar de acordo com o tipo de transplante (graft).Deste modo, são vários os tipos de transplante, de acordo com a origem do tecido transplantado:
Autografts: é um tecido transferido de um local do corpo para outro no mesmo individuo. São exemplos deste tipo a transferência detecido epitelial em vitimas de queimaduras e vasos sanguíneos para substituir arteriais coronárias entupidas. Normalmente, este tipo de transplante não é rejeitado.
Isografts: em indivíduos geneticamente idênticos, como ratos clonados ou gémeos monozigóticos, é possível transplantar tecido sem que ocorra rejeição.
Alografts: tecidos ou órgãos transplantados entre membros da mesma espécie,geneticamente diferentes. Nos seres humanos todos os transplantes de um individuo para outro são deste tipo, com excepção dos gêmeos monozigóticos. Sendo este tecido geneticamente diferente do receptor, este tipo de transplante é normalmente reconhecido como non-self pelo sistema imunitário resultando na sua rejeição.
Xenografts: neste tipo de transplantes os tecidos são transferidos entreespécies diferentes. Obviamente estes casos exibem uma elevada disparidade genética provocando uma vigorosa rejeição. No entanto, tendo em conta a falta significativa de órgãos doados este tipo de transplante poderá ser uma alternativa no futuro.
     
Bases imunológicas da rejeição
     MHC e HLA

O sucesso de qualquer transplante está na capacidade de controlar a resposta imune,...
tracking img