Estagio supervisionado biologia licenciatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8679 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Nascer ...
é sair do amplo mundo,
percepções vis, obscuras
de vidas contaminadas, inseguras ...

Da passagem pequena,
estreita, difícil,
não se mostra infinito,
submissos seres ao pequeno.

Nascendo ...
ao volver energias densas, difícies
modificam acessos, entradas,
nas várias dimensões.

Sutis ...
ao mundo que nos toca,
nada tu tens,
tua forma opressora -nascer/viver/morrer/nascer

Latentes fronteiras ao mundo,
limites d`almas,
criando anjos perfeitos ...
... anjos de almas quebradas.1

Ao começar este relatório, a primeira imagem que me vem à mente é um acontecimento que ficou inserido em minha memória e chama minha atenção neste momento. Um processo de vida, onde os ciclos que abrem e fecham continuamente, se tornam partes importantes.Mecanismos vitais na construção e desenvolvimento do ser no seu apreender e estruturar o conhecimento.
Aos 16 anos, na aula de Biologia, me percebo extremamente curiosa, fazendo perguntas e muito empolgada com todas as colocações da professora sobre sexualidade. Claro, normal para a minha idade na época, mas, quando me questiono o porquê da escolha de ser professora de Biologia noto hoje o quanto istojá estava presente em minha vida, esta curiosidade que, a meu ver precisa ser natural, espontânea, ou seja, fazer parte dos talentos que acredito haver em cada ser humano.
A vida é sempre uma caixinha de surpresas e segue as necessidades básicas de cada momento e de cada possibilidade. Na época citada acima eu não percebi realmente que ser professora de Biologia seria meu caminho. Casei, tivefilhos e quando meu filho – que é especial – nasceu, tive que sair do trabalho para cuidar dele. Então, em virtude de alguns sentimentos difíceis com relação a este cuidado, precisava buscar algo para não “enlouquecer”. Segui dois caminhos, um foi a busca de uma abordagem natural de cura e auxílio a meu filho, uma medicina não convencional, e outro foi voltar a estudar, seguindo a sugestão deamigas que diziam o quanto eu era “boa com crianças”. Eu fiz, então, o magistério.
Realmente estar em sala de aula é algo fascinante, empolgante e com certeza minha entrega sempre é intensa. Lembro-me de um momento em que estive em sala de aula por dois ou três anos sendo professora de 5ª série ensinando Ciências em uma escola estadual como nomeada – minha abordagem era bastante questionadora e haviasempre uma troca de conhecimentos. Ao abordar um determinado assunto, era intensa a participação dos alunos, eles falavam muito e os olhos brilhavam, todos queriam contar suas histórias, todos queriam dar sua opinião sobre o assunto, fazer projetos e, pelo que me lembro, foi nestes únicos anos que esta escola esteve presente na feira de ciências do município, tendo minha participação comoprofessora-coordenadora desses projetos. Tenho contato com a escola ainda hoje e ela não teve mais participação neste evento.
Paralelamente a toda esta atividade em sala de aula, fazia outros cursos nas áreas de cuidado como plantas medicinais, entre outros. Depois de 6 anos de estudo nesta área me tornei terapeuta.
Há alguns anos atrás foi aprovada a nova Lei de Diretrizes e Bases da EducaçãoBrasileira e precisava fazer um curso de graduação para me encaixar nas novas normas. Ao me questionar o que deveria fazer surgiu a Biologia como caminho para integrar as duas profissões em que atuo hoje.
Mas, diante de um novo mundo universitário e todas as possibilidades que ele nos oferece, sigo buscando mais e mais.
Percebo que tenho como auxílio na minha caminhada de vida, um filho lindo eespecial que todos os dias me provoca a curiosidade do cuidado com suas convulsões, seu aprendizado lento dentro de suas possibilidades e, diante dele me vejo continuando, procurando... (O porquê ?, de onde vem?, o que é possível fazer?). A cada minuto observo muito seu comportamento, e me sinto muito motivada pela busca de um auxílio para ele e outras pessoas que sejam especiais como ele ou não, mas...
tracking img