Estagio 1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1003 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Departamento de Psicologia

Projeto de Intervenção na Escola Estadual Gracinda de Lourdes

Professora Ms. Juliana Santos de Sousa Hannun
Pontifícia universidade Católica de Goiás

Goiânia, 2011
Índice

Justificativa 3
Objetivos 4
Gerais 4
Específicos 4

Plano de ação 5
Metodologia 6Cronograma 7

Justificativa
                
O psicólogo escolar trabalha nas relações interpessoais existentes na escola para isso, desenvolve métodos de observação e análises dessas relações nos contextos específicos que ocorrem, é necessário, também, que desenvolva estratégias de escuta  clinica das vozes institucionais, que o habilite a entender e analisar os aspectos intersubjetivospresentes nos processos relacionais no contexto escolar e intervir neles.
Após algumas observações feitas na Escola Estadual Gracinda de Lourdes, constatou-se a necessidade de aperfeiçoamento no projeto já existente para a inclusão de alunos portadores de necessidades especiais. E conversando com a coordenadora, esta nos chamou atenção para a limpeza da escola, haja visto que existe, apenas, umapessoa responsável por tal função, sendo assim poderiam criar um envolvimento dos alunos, para que estes colaborassem.
Há anos a inclusão de indivíduos com necessidades educativas especiais (NEE) no ensino vem sendo discutida entre os profissionais da área da educação. Suas dificuldades e estratégias para a inclusão são temas para fóruns, congressos e já foi até tem de novela – Páginas da vida(2001).
Como a inclusão de crianças e jovens com NEE vem crescendo consideravelmente, tanto em escolas públicas com em particulares, os profissionais que atendem essas crianças e jovens buscam conhecimentos sobre fatores orgânicos que suscitaram a deficiência e aperfeiçoamento para melhorar o atendimento pedagógico das mesmas.
Os pais de crianças com NEE têm papel fundamental no processo deinclusão escolar dessa criança e/ou jovem. A escola contribui para o desenvolvimento global de todas as crianças e divergências nas expectativas durante o processo de inclusão podem atrapalhar plena e efetivamente, para isso é importante que a escola abra espaço para ouvir os pais de crianças com NEE para que estes possam colaborar com os professores.
O aprendizado é um processo contínuo e dinâmico,desenvolvido pelo ser humano durante toda a sua vida, até sua morte. Este processo é resultado da interação do indivíduo com o seu meio.
Aprender, portanto, não se resume a aquisição feita na idade escolar, mas se amplia a todas as aquisições que o ser humano realiza durante a vida, no âmbito familiar, social e institucional. A escola pré-supõe um movimento constante entre alunos, professores etécnicos; alunos – conteúdos; alunos – alunos; alunos – administração. É um movimento que implica troca, descoberta, construção e reconstrução tanto no conhecimento, quanto nas relações e ações.
A psicologia escolar se engajar nesta busca e através do seu trabalho específico, práticas, tenta modificar o posicionamento da escola tanto diante da dificuldade, vendo-a como elemento natural do processode aprender, quanto diante da dificuldade para aprender provocada pela detenção global ou parcial frente aos obstáculos patologizantes de aprendizagem.
A inclusão dentro da realidade escolar, caracteriza-se a partir de uma estrutura montada para que alunos comuns possam desenvolver suas habilidades junto e convivendo com alunos com NEE. Nosso sistema de ensino é organizado segundo normascurriculares onde os conteúdos obedecem a uma sequência evolutiva complexa, de acordo com o que se pensa como desenvolvimento cognitivo relacionado à faixa etária dos alunos.
O processo de inclusão visa à integração, e esta só acontece quando cada projeto educacional é pensado a partir da avaliação das competências de cada um e da reestruturação do projeto em cada escola, considerando a adequação...
tracking img