Em tempos de mundialização do capital, órgãos financeiros, com destaque ao o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no período de 1994-2002, desenvolveram estratégia política, econômica esocial, através de dois caminhos: empréstimos de emergência e ênfase na modernização do Estado como forma de elevar a capacidade governamental de gerir políticas públicas. Nesse período, o combate àpobreza e a promoção de melhor distribuição de renda ganharam amplitude, com a introdução do apoio à saúde (Averburg 2003). Estas ações visavam atenuar o agravo das expressões da questão social.
Para oconsultor do BID, Bernard Kliksberg (1997 e 2002), a resposta para o enfrentamento da desigualdade social, do círculo perverso da exclusão na América Latina, onde 50% da população se mantinha napobreza com auto-reprodução da exclusão, se situa no enfretamento de três elementos: as políticas públicas não eficazes, a desigualdade e a corrupção.
Enfrentar estas questões deve ser o desafio dapolítica social contemporânea proposta por Kliksberg, em total confluência com uma das respostas do capitalismo organizado para conter as crises cíclicas gestadas em seu interior. Daí decorre, o giro daspolíticas governamentais preocupadas com o gerenciamento das políticas sociais.
Para o autor, existem erros muito significativos na aplicação das políticas públicas dos governos que se dedicaram àteoria do derrame, crescimento econômico sem desenvolvimento social. O crescimento econômico sozinho não basta, tem que saber a quem esse crescimento está beneficiando, que áreas estão dinamizando,quais são os impactos sobre os diversos setores da sociedade.
O caminho para o desenvolvimento integrado são as políticas econômicas humanas, com políticas sociais agressivas, fortes e sustentáveis, einvestimento em saúde e educação. As decisões políticas devem favorecer os pobres. Ressalta como importante, para a definição de esquemas organizacionais adequados, a capacidade de manejar a... [continua]

Ler trabalho completo

Citar Este Trabalho

APA

(2013, 11). ESTADO E POLÍTICA SOCIAL: QUESTÕES TEÓRICAS HISTÓRICAS; AS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA GLOBALIZAÇÃO E DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA CONTEMPORÂNEA. TrabalhosFeitos.com. Retirado 11, 2013, de http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Estado-e-Pol%C3%ADtica-Social-Quest%C3%B5es-Te%C3%B3ricas/44002705.html

MLA

"ESTADO E POLÍTICA SOCIAL: QUESTÕES TEÓRICAS HISTÓRICAS; AS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA GLOBALIZAÇÃO E DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA CONTEMPORÂNEA" TrabalhosFeitos.com. 11 2013. 2013. 11 2013 <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Estado-e-Pol%C3%ADtica-Social-Quest%C3%B5es-Te%C3%B3ricas/44002705.html>.

MLA 7

"ESTADO E POLÍTICA SOCIAL: QUESTÕES TEÓRICAS HISTÓRICAS; AS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA GLOBALIZAÇÃO E DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA CONTEMPORÂNEA." TrabalhosFeitos.com. TrabalhosFeitos.com, 11 2013. Web. 11 2013. <http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Estado-e-Pol%C3%ADtica-Social-Quest%C3%B5es-Te%C3%B3ricas/44002705.html>.

CHICAGO

"ESTADO E POLÍTICA SOCIAL: QUESTÕES TEÓRICAS HISTÓRICAS; AS EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL NO CONTEXTO DA GLOBALIZAÇÃO E DA REESTRUTURAÇÃO PRODUTIVA CONTEMPORÂNEA." TrabalhosFeitos.com. 11, 2013. Acessado 11, 2013. http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Estado-e-Pol%C3%ADtica-Social-Quest%C3%B5es-Te%C3%B3ricas/44002705.html.