Estado:Bem Comum os homens que buscam viver em Sociedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1430 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Juiz de Fora
Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas
Disciplina Trajetórias Da Modernidade



Estado, Bem Comum Aos Homens Que Buscam viver em Sociedade.




Relatório Referente a Dualidade Hobbes x Maquiavel
E Suas Visão de Estado .Intitulado Estado,
Bem comum aos homens que buscam viver em
Sociedade que faz parte de avaliação da disciplinaTrajetória Das Modernidades Ministrada pelo
Prof. Raul Francisco Magalhães do Curso
Bacharelado Interdisciplinar Em
Ciências Humanas da UFJF (MG)



Aluno: Davi de Almeida Esteves


Juiz De Fora, Turma 3/2013
Resumo:Maldade e poder, individualismo e gloria, aversão e invejatermos que em seus contextos nos dão a idéia de conflitos e que paradoxalmente em Hobbes (Leviatã)
e Maquiavel(Discorsi) expressam liberdade e vida,sendo responsáveis por uma concórdia entre os homens. Mesmo que aparente e temporária.
Esse relatório tenta passa ao leitor uma raza idéia de que dois excelentes pensadores discorrem das eternas rivalidades humanas no tocante a sua natureza maPalavras-chave:maldade,individualismo,aversão,conflito,estado,convivência e liberdade.
Introdução
Estado, idéia de bem comum aos homens que buscam viver em harmonia, antes dele, gerações conflitaram ,desalinharam-se em pensamentos, achando-se os mais fortes ((sentiam-se nesse condição) ,seja pela força física, superioridade numérica ou ate por fortuna) no direto de terem as terras, cidadãos e benspara si,sob sua capa , e os mais fracos (se assim podemos classificá-los) achando-se no direto de não se subjugarem a ninguém.
Tais discórdias Arrastaram-se por séculos ceifando vidas, eliminando sociedades, promovendo intolerância. e registrando na historia do homem, enquanto ser humano em evolução ,uma natureza, que através dos tempos e de suas atitudes, se revelaria má, da mesma forma umsentimento de prudência ante ao seu par, pois é sabido que nenhum homem por mais virtuoso ou vicioso que seja se ergue acima do outro.
Fato esse que se forma revelador da vontade intrínseca de viverem em um bem comum, mesmo que seja só em aparência..
Maquiavel um pensador modernista defende uma laicizarão do estado, colocando o homem com fator de destaque, mas com a prudência de sua natureza.Hobbes que estava separado de Maquiavel por quase um século, defende um poder soberano legitimado por todos e ao qual deve-se obediência.
Apresentação

Thomas Hobbes (1588-1679) teórico político, filósofo e matemático inglês. Sua obra mais evidente é "Leviatã", cuja idéia central era a defesa do absolutismo e a elaboração da tese do contrato social, Hobbes pregava um governo centralizador.Nicolau Maquiavel (1469-1527) filósofo e político italiano.
Autor da obra-prima "O Príncipe” e outros como “Discorsi” “a arte da guerra” entre outros. Profundo conhecedor da política da época, estudou-a . Viveu durante o período do renascimento do qual foi um dos percussores. Realista e patriota definiu os meios para erguer a Itália.

No pensar Filosófico, a natureza do homem é ser mal, fato esteconstatado, ao analisarmos as escritas e narrativas daqueles que se ocuparam de estudar e observar situações relacionados ao homem a luz de suas épocas .constatando que muitas guerras foram provocada por simples sentimentos recíprocos de desprezo e ódio para com o seu similar.
“os homens podem todas as coisas e, para tanto, utilizam-se de todos os meios para atingi-las. (...) os homens são mauspor natureza (o homem é o lobo do próprio homem), pois possuem um poder de violência ilimitado” Hobbes(1651), citado por João Francisco disponível em ()acesso em 30 janeiro 2014

E com certeza em um grande numero deles será possível constatar que o homem enquanto ser humano em evolução,,encontra entre seus pares,uma enorme dificuldade em se relacionar, seja por ideologias físicas (força,...
tracking img