Estabilidade de taude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1187 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE GLANULOMÉTRICA

1. Resumo

Os solos naturais são constituidos por misturas de partículas de varios tamanhos, mas as propriedades de um solo são em grande parte determinadas pelo tamanho predominante das partículas na sua composição. A análise glanulométrica é portanto importante para a classificação dos solos, mas com tudo a análise glanulométrica não fornece todas asinformações necessárias para a classificação precisa de um solo, no etanto são necessários outros ensaios especialmente se o solo for um solo fino.
Os resultados da peneiração duma amostra de solo pode ser apresentada sob forma gráfica onde no eixo das abscissas representam-se os diametros equivalents das partículas numa escala logarítmica e no eixo das ordenadas a percentagem em peso daspartículas com diâmetro equivalente menor que o indicado pela abscissa. A situação da curca representa o tipo de material: as curvas que ficam mais elevadas ou mais a esquerda indicam glanulometria de materiais mais finos e as curvas que ficam mais para baixo ou para direita indicam um material mais grosso; a inclinação geral da curva é uma indicação da gama dos tamanos das partículas que compõe o solo “uma amostra bem graduada é aquela que contém uma varidade de partículas cobrindo uma gama grande de tamnhos” tal solo tem geralmente uma resistência e estabilidade mais elevadas do que um solo mal graduado em que os grãos são de tamanhos mais uniformes. A forma da curva dá ao Engenheiro uma ideia da aparência geral do material.

2. Objectivo

• Fixar o modo para determinarquantitativamente a distribuição por tamanhos das partículas que constituem o solo.
• Classificar o solo.

3. Material utilizado

• Balança digital.
• Peneiro ASTM.
• Cápsulas.
• Vibrador eléctrico.

4. Procedimento experimental

• lava-se o solo separando a fracção fina da grossa com uso do peneiro n° 40 do ASTM.
•Coloca-se esta amostra (grossa) na estufa por 24horas a 105°C.
• Retiramos a amostra e submetemos a peneiração por cerca de 10 minutos num vibrador eléctrico.
• Determina-se as massas das fracções retiradas em cada peneiro com auxílio da balança digital.
• Faz-se o gráfico do respectivo ensaio (curva glanulométrica).

5. Resultados

• os resultados estaoapresentados em anexo neste relatório.

6. Conclusão

• com base no gráfico verificamos que:
97.27% são areias, das quais 49.20% são areias grossas; 32.53 são areias medias e 14.54% são areias finas; 3.73% cascalho e 0.055% siltes.

No gráfico lé-se: D10=0.2mm D30=0.39mm e D60=0.79mm assim temos:

Coeficiente de uniformidade

[pic]Coficiente de curvature

Cc=[pic]

Logo: O solo é uma areia mal graduada.

LIMITES DE CONSISTÊNCIA

1. Resumo

É possivel encontrar 2 solos finos com curvas glanulométricas bastante aproximadas mas apresentando características e propriedades diferentes no prisma de engenharia, estas diferenças resultam da variação das propriedades dos minerais daargila existentes no solo e da variação do comportamento com a alteração do teor de humidade. Torna-se necessário conceber uma classificação complementar para os solos finos.

Teor de humidade (w) é definido como o quociente entre o peso da água e o peso das partículas sólidas num dado volume.

Os teores de humidade a que o solo passa duma fase para outra (sólido,plástico,líquido) são conhecidospor limites de consistência.

Limite líquido (Ll) é o teor de humidade com o qual se unem os bordos inferiores de um solco feito numa amostra de solo colocada no aparelho normalizado, sob acção de 25 pancadas desse aparelho, ou seja é o teor de humidade mínimo no qual o solo pode se deslocar por acção do seu peso próprio.

Limite plástico (Lp) é o menor teor de humidade para o qual é...
tracking img