Estágio supervisionado em serviço social

Páginas: 5 (1136 palavras) Publicado: 18 de outubro de 2011
A HISTÓRIA DA CRIANÇA - DA IDADE MÉDIA AOS TEMPOS MODERNOS
O SURGIMENTO DO SENTIMENTO DA INFÂNCIA

Marcelo Uchoa

“Sentimento da infância corresponde a uma consciência da particularidade infantil “.

Este texto apresenta as idéias desenvolvidas por Ariès sobre a concepção da infância ao longo dos tempos. Partindo da Idade Média, o autor analisa como a criança era vista pela sociedademedieval que a ignorava enquanto criança e o surgimento e posterior desenvolvimento de certos sentimentos em relação a criança pequena. Ariès aprofunda-se no estudo das sociedades e mostra-nos o surgimento dos mecanismos que conduziram a mudanças de atitude com relação a criança e o posterior surgimento do que pode si chamar de “sentimento da infância”.
Na Idade Média esse sentimento nãoexistia. Quando a criança não precisava mais do apoio constante da mãe ou da ama, ela já ingressava na vida adulta, isto é, passava a conviver com os adultos em suas reuniões e festas. Essa infância muito curta fazia com que as crianças ao completarem cinco ou sete anos já ingressasse no mundo dos adultos sem absolutamente nenhuma transição. Ela era considerada um adulto em pequeno tamanho, poisexecutava as mesmas atividades dos mais velhos. Era como se a criança pequena não existisse. A infância, nesta época, era vista como um estado de transição para a vida adulta. O indivíduo só passava a existir quando podia se misturar e participar da vida adulta. Não se dispensava um tratamento especial para as crianças, o que tornava sua sobrevivência difícil. Segundo Moliére, grande gênio doteatro, contemporâneo daquela época, a criança muito pequena, demasiado frágil ainda para se misturar à vida dos adultos, “não contava”, porque podia desaparecer. A morte de crianças era encarada com naturalidade. “perdi dois filhos pequenos, não sem tristeza, mais sem desespero”, afirmava Montaigne.
Todas as criança, a partir dos sete anos de idade, independente de sua condição social, eramcolocadas em famílias estranhas para aprenderem os serviços domésticos. Os trabalhos domésticos não eram considerados degradantes e constituíam uma forma comum de educação tanto para os ricos como para os pobre.
O primeiro sentimento que surge em relação a infância é a “paparicação”. Ele surge no meio familiar, na companhia das crianças pequenas. As pessoas não hesitam mais em admitir o prazerprovocado pelas maneiras das crianças pequenas, o prazer que sentem em paparicá-las. Com o tempo esse hábito expandiu-se e não só mais entre os bem-nascidos mais, também, já junto ao povo ele pôde ser observado. A criança por sua ingenuidade, gentileza e graça, se torna uma fonte de distração e de relaxamento para os adultos.
Esse hábito provoca reações críticas as mais diversas. No fim doséculo XVI e sobretudo no século XVII, alguns considerável insuportável a atenção que se dispensava então às crianças. Exasperavam-se com a maneira como paparicavam as crianças. Esse sentimento de exasperação era tão novo quanto a própria paparicação.
O segundo sentimento da infância a surgir e desenvolver-se foi a tomada de consciência da inocência e da fraqueza da infância. Este veio de uma fonteexterior a família. Foram os eclesiásticos, os homens da lei e os moralistas do século XVII que primeiro deram-se conta da necessidade de uma atenção especial a infância. Eles recusavam-se a considerar as crianças como brinquedos encantadores. Viam nelas, frágeis criaturas de Deus que era preciso ao mesmo tempo preservar e disciplinar. Esse sentimento depois passa para a família. No século XVIII afamília passa a reunir os dois elementos antigos associados a um terceiro e novo elemento: a preocupação com a higiene e a saúde física.
Esta aproximação pais-crianças, gerou um sentimento de família e de infância que outrora não existia, e a criança tornou-se o centro das atenções, pois a família começou a se organizar em torno dela. No início do século XVII, foram multiplicadas as escolas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Estágio supervisionado em serviço social
  • Estagio supervisionado em serviço social
  • Estágio Supervisionado Serviço Social
  • estagio supervisionado em serviço social
  • O ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL
  • Modelo de estagio supervisionado Serviço Social
  • Estágio supervisionado
  • plano de estágio supervisionado de serviço social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!